A inspiração no ousado sedã Stinger está presente, mas os traços agressivos antecipados nos desenhos revelados na semana passada ficaram apenas na intenção: o novo Cerato 2019 (Forte nos EUA), da Kia, é um sedã de linhas mais conservadoras do que se imaginou.

É verdade que a frente, com um belo conjunto óptico e um para-choque para lá de esportivo, até faz pensar que o Cerato perdeu o ar comportado, mas a carroceria acaba com esse entusiasmo – a traseira, por sua vez, volta a agradar.

O Cerato 2019 está maior: são agora 4,64 metros de comprimento, uma cabine com quase 1,8 m de comprimento e uma largura interna quase dois cm maior. A versão americana, é claro, traz algumas peculiaridades como as rodas de liga escurecidas nas fotos de divulgação, uma configuração que não deve ser vista aqui, a princípio. Por outro lado, o interior em tons de preto é uma opção tradicional da Kia que nem sempre agrada a todos.

Em compensação, o sedã agora traz um painel à altura, com tela multifunção no centro do cluster, ar-condicionado de duas zonas e aquecimento dos bancos, mais útil no exterior. A Kia poderia ter “pulado” uma fase do jogo e oferecido o Cerato com painel 100% digital mas preferiu uma receita tradicional com dois mostradores analógicos circulares. Em compensação, agora o sedã traz uma central multimídia adequada, com 8 polegadas e compatibilidade com o Carplay e Android Auto. Confira abaixo um "comparativo" bem-humorado que a Kia promoveu nos EUA com o Cerato/Forte 2019 e um Lamborghini Aventador:

Quase novidade

Já na parte mecânica as novidades são interessantes, mas diferentes do que se esperava. Em vez de um conjunto motor turbo com injeção direta e câmbio de dupla embreagem, a Kia optou por aprimorar o motor aspirado 2.0 Nu e introduzir uma transmissão CVT rebatizada pela marca de “IVT”.

O propulsor passa a utilizar o ciclo Atkinson em vez do Otto e mais visto em motores de carros híbridos. Em conjunto com um novo sistema de arrefecimento batizado de EGR mas cuja explicação não foi dada ainda, o novo motor é capaz de entregar cerca de 149 cv de potência e 18,2 kgfm de torque.

Graças à nova transmissão IVT, que a Kia diz ser uma evolução da CVT, o Cerato oferece aceleração linear e mais adaptativa ao estilo de direção além de mais silenciosa que os câmbios desse tipo. Com esse pacote, o Cerato é capaz de rodar 35 milhas com um galão de gasolina, quase 14, 9 km com um litro.

Longa espera

Apesar de revelar o novo carro agora e até dizer em que versões será vendido nos Estados Unidos, a Kia deve lançar o Cerato 2019 apenas no final do ano. Como a atual geração, ele será produzido no México em sua nova fábrica. Por essa razão, a importação do modelo para cá deve ocorrer apenas no ano que vem, conforme informou a assessoria da marca no país. Mas é sensato pensar que a marca coreana vá mostrá-lo no Brasil durante o Salão do Automóvel em novembro. Ou seja, gostemos ou não do novo Cerato, vai rolar muita água embaixo da ponte até que ele dê as caras por aqui.

 
 
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
Kia Cerato 2019
Kia Cerato 2019
 
 
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/