Mais conectado, digital e eficiente: oitava geração do VW Golf é revelada

Modelo contará com cinco opções de conjuntos propulsores híbridos
Volkswagen Golf 2020

Volkswagen Golf 2020 | Imagem: Divulgação

A Volkswagen revelou nesta quinta-feira (24) mais um grande destaque internacional esperado para este mês, na mesma semana em que o novo Honda Fit foi apresentado no Japão. Estamos falando da renovação total do Golf, inaugurando a oitava geração em toda história de 45 anos do hatch. 

“Nunca antes um Golf foi tão vanguardista”. A frase, que inicia a apresentação do modelo na Europa, é facilmente compreendida quando analisamos os predicados da nova geração do modelo.

Se manteve o estilo geral para a carroceria que o consagrou ao longo das últimas décadas, o Golf traz inúmeros avanços técnicos e mecânicos bem como nas áreas de eletrônica embarcada e conectividade.

Começando pelos conjuntos propulsores, logo de cara o modelo chegará ao mercado europeu com nada menos do que cinco variantes híbridas. Chamado pela Volkswagen de “eTSI”, o sistema híbrido leve (mild hybrid) se destaca de muitos conjuntos semelhantes hoje no mercado ao contar com uma arquitetura elétrica de 48V e utilizar uma bateria de íon de lítio.

O eTSI, adianta a Volkswagen, consegue entregar consumo de combustível em torno de 10% menor do que algumas opções do Golf VII atual, conferindo bom desempenho e rodar confortável, destaca a marca alemã. O sistema eTSI será oferecido com três calibrações diferentes, no caso com 110 cv, 130 cv e 150 cv. A Volkswagen não entrou em detalhes sobre os propulsores térmicos que compõem o conjunto, mas revelou que eles estão inseridos na geração mais recente da gama TSI.

As outras duas opções eletrificadas do Golf em sua oitava geração compreendem os conjuntos híbridos plug-in. O primeiro deles entregam 204 cv, sendo que também existe uma opção de 245 cv que figurar na versão de alta performance GTE. As variantes híbridas plug-in contam com bateria de 13 kWh, o que proporcionará um alcance de aproximadamente 60 km no modo elétrico, desde que com a bateria previamente carregada.

O novo Golf VIII ainda preserva opções não eletrificadas, com motores TSI a gasolina, TDI a diesel e a gás natural (TGI). As opções a gasolina terão 90 cv ou 110 cv. 

Um recurso muito avançado e interessante do novo Golf está na presença da tecnologia Car2X em que, graças a uma unidade de conectividade online (OCU na sigla em inglês) o veículo está permanentemente conectado com a internet e pode receber atualizações tanto do sistema de infraestrutura urbana assim como receber dados de outros veículos localizados em até 800 m de distância, avisando o motorista do Golf sobre quaisquer intercorrências que ele possa eventualmente encontrar pelo caminho. Tudo isso colabora consideravelmente para a segurança e pode evitar problemas mais graves no trânsito. O Golf também pode emitir alertas para outros veículos que contem com o sistema Car2X.

Na Europa, o Volkswagen Golf em sua oitava geração chegará ao mercado a partir de dezembro deste ano. Procurada pelo Autoo, a Volkswagen até o momento não respondeu nossos questionamentos se tem intenção de importar o modelo ao país. Com o fim da produção do Golf GTI no Paraná, o modelo não é mais comercializado no Brasil. Sabe-se que a marca tem nos planos iniciar, ainda em 2019, a comercialização do Golf GTE por aqui, ainda baseado na sétima geração do hatch. Quem sabe, ao menos nessa configuração, o Golf VIII seja importado ao Brasil. Vamos acompanhar e assim que recebermos um retorno da fabricante atualizaremos a notícia.

Volkswagen Golf 2020
Volkswagen Golf 2020
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!