Menos de R$ 30 mil: VW Fox usado é o hatch que cabe no seu bolso

É possível encontrar exemplares bem completos com motor 1.6, compacto por fora e espaçoso por dentro
Volkswagen Fox

Volkswagen Fox | Imagem: Divulgação

O Volkswagen Fox foi produzido a partir de 2003 na mesma plataforma do Polo (PQ24) – lançado no final de 2002 – e inicialmente chegou apenas na opção de duas portas e a gasolina: 1.0 de 65 cv (City) e 1.6 flex de 103/101 cv (Plus e Sportline).

VEJA TAMBÉM:

Em 2005, surgiu o CrossFox com apelo off road, com altura livre do solo de 5,3 cm. De série recebia direção hidráulica, rodas de alumínio 205/60 R15 e banco traseiro com ajuste longitudinal, além de quebra-mato, estribos, faróis de milha e neblina e rack de teto. Airbag, ar-condicionado, trio elétrico, alarme, CD player, comandos de som no volante, freios ABS e revestimento nos bancos e volante em couro eram vendidos como opcionais.

Na linha 2009, a maior mudança ficou por conta dos novos motores VHT (Very High Torque). Na prática, ganhou mais torque. Na 1.0, por exemplo, a potência de 72/71 cv foi para 76/72cv e o torque de 9,2/9,1 kgfm aumentou para 10,6/9,7 kgfm. Já o 1.6, as mudanças foram poucas: de 103/101 cv a potência foi para 104/101 cv e o torque foi para 15,4/15,6 kgfm ante os 14,3/14,5 kgfm.

Novas mudanças mecânicas só viriam em 2013 com a chegada do motor de quatro cilindros 1.0 TEC (Tecnologia para Economia de Combustível) de 76/72 cv e 10,6/9,7 kgfm que ficou até 3% mais eficiente na economia de combustível em relação ao 1.0 VHT anterior, segundo a VW.

Na linha 2014 a principal novidade ficou por conta da Bluemotion com motor 1.0 12V de três cilindros de 82/75 cv e 10,4/9,7 kgfm de torque e recursos como pneus de baixa resistência ao rolamento, além de câmbio com relações mais longas, grades e calotas mais lisas, entre outros recursos em prol da eficiência na economia de combustível. Para a linha 2015, veio a reestilização, além da chegada do motor 1.6 16V (120/110cv), direção elétrica e câmbio manual de seis marchas.

Por fim, a linha 2016 ficou marcada com a estreia do motor tricilíndrico - reservada apenas à versão Bluemotion - que passou a equipar as versões Trendline e Comfortline. Além disso, toda a linha Fox passou a ser equipada de série com direção elétrica, ar-condicionado e travas e vidros elétricos.

Depois de 18 anos de mercado e 1,8 milhão de unidades fabricadas, o compacto premium da VW deixou de ser produzido, “cedendo o lugar” para o T-Cross.

 

PONTOS QUE MERECEM ATENÇÃO

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox da primeira geração vinha com volante multifuncional e interior versátil
Imagem: Divulgação
  • Faróis

Quanto aos faróis e lanternas, há muitas queixas de donos sobre infiltração de água nestas peças. Uma das soluções mais simples é retirar a peça e aplicar uma fina camada de silicone entre a lente e o refletor.

  • Limpadores de para-brisa

Foram reportados por alguns donos que as palhetas se batem uma nas outras dificultando a sua operação, devido à má regulagem, além da durabilidade destas que com casos de menos de seis meses de uso, já precisam ser trocadas.

  • Guarnições de porta

De qualidade duvidosa, não é difícil apresentarem trincas e rasgos no material - feito de borracha – que, dependendo do caso, podem aparecer infiltrações internas em dias de chuva ou em lavagens. A da porta dianteira custa R$ 120 e a traseira, R$ 160.

  • Suspensão

Faça um test drive em ruas de paralelepípedo para verificar possíveis folgas e ruídos no conjunto das suspensões. Peça a um mecânico verificar o estado de todos os coxins (suspensão e caixa de câmbio) que costuma trincar mesmo em carros com quilometragem baixa.  

  • Rolamentos

Os rolamentos traseiros que apresentam defeitos precoces e podem custar mais de R$ 250 dependendo do problema. Na dúvida, leve um mecânico de confiança para verificar este item também.

  • Freios

Outra fonte de ruídos vem do sistema de freios que ocorre com certa intensidade, mesmo em modelos mais novos, um mal que assola também a linha Polo da segunda geração no Brasil. 

  • Recalls

Veja se já foram feitas as trocas dos seguintes componentes: unidade de comando do airbag dos modelos 2014, volante de direção dos anos-modelos 2014/2015, alternador (2016/2017) e polia do motor (2021).

 

MELHORES E PIORES UNIDADES PARA COMPRAR

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox tem bom espaço interno, apesar de ser um hatch compacto
Imagem: Divulgação

Com tantas opções no mercado ao longo de seus quase 20 anos de produção no Brasil, a primeira regra é dar preferência aos modelos equipados com motor 1.6 8V flexível de 103 cv com etanol e 101 cv com gasolina. Em conjunto com a transmissão manual de cinco marchas, a agilidade, principalmente nas retomadas, é algo que realmente agrada. 

Outra dica é a mais sensata é optar pelos modelos mais equipados com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico (vidros, travas e espelhos), itens mais valorizados na hora da revenda.

E, por fim, dê preferência para as cores mais sóbrias como a prata, preta e cinza, por exemplo. A vermelha também tem revenda um pouco mais fácil, ainda que não seja a prioridade pela preferência. Apesar de serem comuns, as chances de vender os modelos com estas tonalidades é bem mais fácil se comparada às amarelas, laranjas, azuis, entre outras. Os preços dos modelos equipados com motor 1.6 costumam variar entre R$ 30 mil até R$ 75 mil, dependendo do ano e versão.

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

 

 

Volkswagen Fox

Volkswagen Fox

Volkswagen Fox

Volkswagen Fox

Volkswagen Fox

Volkswagen Fox

Recomendados por AUTOO

Youtube
Nova Chevrolet Spin 2025

Nova Chevrolet Spin 2025

Minivan renovada quer fazer frente aos quase SUVs do mercado
Aviação
Argentina terá caças F-16

Argentina terá caças F-16

Jato supersônico é rival do Saab Gripen, da Força Aérea Brasileira. Veja quantos aviões nossos vizinhos compraram
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!