Na estreia, Hyundai Creta engole vendas do velho Tucson

SUV compacto fechará janeiro com mais de mil emplacamentos enquanto a primeira geração do utilitário esportivo vendeu pouco mais de 150 unidades
Hyundai Creta 2017

Hyundai Creta 2017 | Imagem: Divulgação

Quando a CAOA anunciou a montagem do New Tucson no Brasil a dúvida surgiu: será que teríamos as três gerações do utilitário esportivo sendo vendidas ao mesmo tempo no país? Foi a que a empresa, representante da Hyundai em veículos importados, garantiu ao AUTOO durante o lançamento do SUV. “O Tucson segue produzido no Brasil. A queda recente nas vendas se deve à adaptação da fábrica para o início da montagem do New Tucson por aqui”, disse Marcio Alfonso, diretor de engenharia da da CAOA.

O executivo, no entanto, deu a deixa: “Enquanto houver demanda, o Tucson segue em linha”. Pois ela parece ter desaparecido com a chegada do Creta, o SUV compacto nacional da Hyundai, que passou a ser vendido desde o dia 14 de janeiro.

O modelo, quarto a ser produzido em Piracicaba, emplacou mais de mil unidades nesses quinze dias, ainda pouco para o que se espera dele, mas suficiente para assumir a liderança interna entre os SUVs da Hyundai.

Ao mesmo tempo, o ‘old’ Tucson segue ladeira abaixo. Até o dia 30, apenas 154 unidades, muito pouco para um veículo que ultrapassava as mil unidades com facilidade e que foi o SUV médio mais vendido do Brasil no ano passado.

Canibalização

O efeito Creta sobre a venda do Tucson era esperado. Os dois utilitários têm preços muito parecidos, embora o Tucson ofereça câmbio automático e mais espaço que o irmão mais novo. No entanto, esse segmento é conhecido pela compra impulsiva e o Creta oferece um design mais atual e equipamentos que nem existiam quando o Tucson foi projetado.

Além disso, para justificar a produção do Creta no país, a Hyundai precisa de um volume significativo e ter um ‘rival interno’ não ajuda nada, ainda mais com a quantidade de concorrentes que o segmento já exibe.

A tendência, portanto, é que o Tucson saia de cena discretamente, deixando que o Creta assuma sua função de SUV de entrada, e que o ix35 (com bem menos interessados, aliás) faça a ponte com o New Tucson, esse sim o autêntico herdeiro do nome do SUV.