Modelo com uma boa história aqui no Brasil, onde inaugurou a era dos “populares modernos” na década de 1990, o Opel Corsa (aqui, naturalmente, vendido com a marca Chevrolet), vai passar por uma mudança estratégica significativa para sua sexta geração (aqui no Brasil o Corsa sobreviveu até sua terceira geração).

Agora sob domínio francês, a equipe da Opel precisou fazer um ajuste muito profundo para a evolução do hatch, prevista para estrear em 2019. Até então pronto para usar uma plataforma da GM, com a venda da marca alemã para a PSA o time de engenharia correu para “converter” tudo o que estava pronto no projeto para que o futuro Corsa VI “cabesse” na moderna plataforma CMP do grupo francês e, dessa forma, evitar que a Peugeot Citroën tivesse um oneroso custo de pagar uma licença para a GM por pegar emprestado alguma de suas plataformas.

Mas o que tudo isso tem a ver com nós, brasileiros?

A grande questão, como bem analisou o site argentino CarsDrive, é que a Peugeot Citroën anunciou há cerca de um ano um grande investimento na Argentina para, justamente, adaptar sua fábrica de El Palomar para receber modelos mais modernos construídos sobre a plataforma CMP.

Com isso, podemos finalmente esperar para nossa região sucessores para o já datado Citroën C3 nacional, bem como o Peugeot 208 e seu irmão crossover, o 2008. Seguindo o mesmo racioncínio, o compartilhamento de arquiteturas da PSA com a Opel também abriria caminho para a possibilidade de produzir no país vizinho algum modelo com o logotipo da marca alemã na grade dianteira.

Além disso, é bom destacarmos, a tendência é que os carros da Opel passem a contar com vários elementos compartilhados com a Peugeot Citroën, como é caso da central multimídia, alguns elementos estruturais, peças de acabamento, dentre outros.

A Opel sempre foi conhecida internacionalmente pela qualidade técnica de seus modelos, que, aqui no Brasil, tivemos contato em modelos como os Chevrolet Zafira, Vectra, Astra, dentre outros, que sempre foram considerados ótimos modelos na época de seus respectivos lançamentos.

Seria interessante a Opel/PSA atuar em uma estratégia nessa linha, uma vez que, ao combinar o rigor técnico dos alemães com a ousadia do design francês teríamos carros muito interessantes daqui para frente, inclusive em nossa região. Vamos acompanhar de perto o movimento da Peugeot Citroën sobre o assunto e manteremos todos bem informados aqui no Autoo!

 
 
Acima as 5 gerações do Opel Corsa; no Brasil, a segunda e a terceira foram comercializadas
 
Acima as 5 gerações do Opel Corsa; no Brasil, a segunda e a terceira foram comercializadas
Acima as 5 gerações do Opel Corsa; no Brasil, a segunda e a terceira foram comercializadas
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/