Dizer que alguém gosta dos semáforos pelo caminho é exagero, porém ainda não existe uma ferramenta mais eficiente para controlar o tráfego nas ruas e avenidas.

A Ford, pelo menos, quer provar que graças ao atual nível da tecnologia já é possível considerar a ideia de eliminarmos gradualmente os semáforos, sinalização que vai se tornar obsoleta em um mundo de carros autônomos olhando bem lá para o futuro.

A fabricante revelou no Reino Unido uma tecnologia chamada de “gerenciamento de prioridade nos cruzamentos”, que é operada por meio da comunicação veículo a veículo (ou V2V na sigla em inglês). “No teste, os carros foram equipados com sistemas de comunicação V2V que informam sua localização, direção e velocidade. O sistema a bordo identifica um cruzamento próximo e a trajetória dos veículos ao redor. Então, sugere a velocidade ideal de cada veículo para atravessar o cruzamento com segurança”, detalha a Ford.

Segundo pesquisas da montadora, um motorista médio passa o equivalente a dois dias por ano esperando em semáforos, sendo que cruzamentos causam até 60% dos acidentes de trânsito. Evitar essas paradas, além de ganhar tempo, também pode economizar combustível.

O gerenciamento de prioridade nos cruzamentos foi uma das iniciativas de um programa chamado Autodrive, que durou dois anos e consumiu 20 milhões de libras. O projeto desenvolveu também o alerta de colisão em cruzamentos, o aviso de velocidade ideal para sinal verde, o estacionamento colaborativo – que cria um mapa compartilhado das vagas disponíveis – e o sistema que informa a localização e distância de um veículo de emergência quando ele se aproxima.

Confira no vídeo abaixo como funcionaria um mundo sem semáforos...  

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/