Nissan V-Drive: Versa brasileiro deve mudar de nome quando a nova geração estrear

Fabricante japonesa cria estratégia para diferencias as gerações do sedan compacto
A nova lanterna: visual bem mais resolvido que antes

A nova lanterna: visual bem mais resolvido que antes | Imagem: Reprodução

A Nissan prepara o lançamento da nova geração do Versa para 2020 no Brasil, como havíamos antecipado. Uma novidade interessante é que, graças à mídia especializada mexicana, agora sabemos mais detalhes sobre o que a Nissan pretende fazer com o Versa atual, que, aqui no Brasil, é fabricado em Resende (RJ). Como o presidente da Nissan do Brasil, Marco Silva, esclareceu ao Autoo durante entrevista no lançamento do Leaf no país, as duas gerações do sedan compacto vão coexistir em nosso mercado. 

Para diferenciar o modelo mais recente do atual fabricado no Brasil, a Nissan adotou uma estratégia no México que poderá ser utilizada também por aqui. No país em questão, o sedan atual passou a ser chamado V-Drive, enquanto somente a nova geração vai preservar o nome Versa. Dessa forma, acredita a Nissan, a mudança de nomenclatura busca evitar confusões e diferenciar os veículos mais facilmente. Procurada pelo Autoo, a Nissan acrescentou que não vai se manifestar sobre o tema no momento. 

Essa estratégia é bem conhecida pelo consumidor brasileiro. Podemos citar como exemplo a Fiat, que por muitos anos manteve o Palio Fire como a opção de entrada da linha Palio, preservando os traços da geração imediatamente anterior do hatch. Em um período mais recente, quem adota a mesma prática comercial é a Chevrolet com o Onix Joy. 

A nova geração do Versa já foi apresentada no México, de onde será importada para o mercado brasileiro. O novo modelo compartilha diversos elementos do interior, plataforma e motorização com o Kicks. No mercado mexicano, o motor 1.6 16V presente no sedan entrega 124 cv e 15,7 kgfm de torque, 10 cavalos a mais que o Kicks flex nacional. Aqui no Brasil, dizem alguns rumores que o novo Versa deverá ser oferecido apenas com o câmbio automático CVT, transmissão que domina cada vez mais a preferência do público consumidor em diversos segmentos.

O que mais chama a atenção no Versa mexicano é o visual, bem mais arrojado e interessante que o agora V-Drive produzido aqui. As lanternas traseiras tem forte inspiração no Altima, além da grade dianteira com o formato em “V” típico dos modelos mais recentes da fabricante.

Nissan Versa 2020
Nissan Versa 2020: nova geração será importada do México ao Brasil
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!