Novidades sobre o futuro SUV da Volkswagen no Brasil

Modelo pode derivar do projeto que está sendo desenvolvido pela Seat
Futuro SUV compacto da Volkswagen em teste

Futuro SUV compacto da Volkswagen em teste | Imagem: Autocar/reprodução internet

Não é segredo para ninguém – e já foi mais do que formalizado pelo próprio presidente da Volkswagen por aqui – que a marca prepara um maciço investimento para renovar sua gama de modelos compactos no Brasil com quatro novos modelos, com destaque para o aguardado SUV compacto que vai disputar mercado com Honda HR-V e cia.

Até onde se sabe esses novos modelos nacionais contarão com a nova plataforma modular MQB, um sinal de modernidade em suas concepções e alinhamento global com os produtos mais recentes do grupo VW. Também poderá ser colocado nesses modelos o ótimo motor 1.0 TSI, com turbo e injeção direta, que sem dúvida nenhuma seria um diferencial significativo para esses modelos no mercado. Atualmente ele figura em algumas versões do up! e do Golf.

Um fato que é interessante ficarmos atentos (as), é que a divisão espanhola do grupo Volkswagen, no caso a Seat, está trabalhando em um modelo com proposta bem semelhante ao que pode ser o “nosso” SUV compacto, derivado dessa nova família de modelos.

Trata-se do Arona, um utilitário esportivo que, na Europa, será posicionado abaixo do Ateca, SUV de porte médio dentro da gama Seat. Considerando que a marca espanhola já está bem representada no nível de Jeep Compass, Honda CR-V, dentre outros, faria todo sentido aproveitar o desenvolvimento do Arona também para o Brasil. Claro que, por aqui, ele deverá ganhar novo design e a identidade da VW.

Essa nova família, como antecipamos, está prevista para estrear a partir de 2018 com o sucessor do Gol, portanto o SUV compacto deverá chegar mais ou menos na mesma época ou um pouco depois. Segmento mais em alta no mercado atualmente, a Volkswagen sabe que não pode esperar para incluir um SUV compacto em sua gama. Atualmente ela conta apenas com o Tiguan como opção, mas seu preço começando em R$ 128.270 com motor 1.4 TSI o torna difícil de atrair muitos compradores. Além disso, ele está em vias de estrear a nova geração por aqui ainda neste ano. 

Fábrica Anchieta deve retomar produção

Uma notícia relevante foi confirmada nesta semana pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e publicada pelo Diário do Grande ABC. Segundo o presidente do sindicato, Rafael Marques, um dos modelos dessa nova família será produzido na fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo. Vale destacar que a unidade padece com mais da metade de sua capacidade produtiva inoperante.

De acordo com a reportagem do Diário, além do hatch, que deve ocupar o lugar do Gol, e do SUV compacto, também estão previstos como parte dessa família o sucessor do Voyage e da Saveiro.

O Gol seguirá a nova tendência dos hatches compactos de ganhar em sofisticação, equipamentos e espaço interno, mesmo caminho que veremos para o sucessor dos Fiat Palio e Punto, conhecido como projeto X6H. A picape derivada dessa nova família, por sua vez, poderá ser um modelo bem maior que a Saveiro atual, uma tentativa de mirar em produtos muito bem aceitos como a Fiat Toro. A picape atual deverá permanecer em linha em suas versões voltadas para o uso comercial.