Novo Classe C terá tecnologia do Classe S e versão híbrida

Carro mais vendido da Mercedes-Benz no Brasil vai ganhar nova geração em breve
Projeção de Theophilus Chin para a nova geração do Mercedes-Benz Classe C

Projeção de Theophilus Chin para a nova geração do Mercedes-Benz Classe C | Imagem: Theophilus Chin/Paultan

Em dezembro do ano passado, a Mercedes-Benz anunciou que havia parado de produzir o Classe C e o GLA no Brasil. O sedã é um dos principais produtos da marca por aqui, tendo emplacado 1.685 unidades no ano passado em nosso mercado. Uma nova geração do três volumes, no entanto, já está programada para estrear na Europa em breve.

Enquanto seu lançamento não ocorre, alguns veículos de imprensa globais tiveram a oportunidade de andar nessa nova geração do Classe C, ainda em forma de protótipo. Um deles foi o site britânico Autocar. Foi confirmado que a novidade será apresentada para os mercados europeus em 23 de fevereiro.

A atual geração W205 será substituída pela nova W206. Com isso, o carro deve ganhar 65 mm de comprimento e 30 mm de entre-eixos. No total, medirá 4,75 m e 2,86 m respectivamente. Visualmente, a silhueta do novo Classe C ficou mais alongada, ornando bem com a grade hexagonal revisada. O carro deve agregar ainda linhas mais fortes no capô e nas caixas de roda, laterais mais limpas, bitola dianteira maior e faróis triangulares.

Projeção de Theophilus Chin para a nova geração do Mercedes-Benz Classe C
Projeção de Theophilus Chin para a nova geração do Mercedes-Benz Classe C
Imagem: Theophilus Chin/Paultan

Por dentro, o novo Classe C deverá ganhar uma série de inovações vistas no Classe S. Entre elas está a nova central multimídia da empresa, de grandes proporções, e o painel em formato de cascata. Com ele, o sedã da Mercedes-Benz deverá deixar de lado os comandos físicos para o ar-condicionado e passá-los para a tela.

No entanto, nem todas as notícias são boas. A nova geração do Classe C deverá adotar apenas motorizações de quatro cilindros turbinadas, mesmo nas versões esportivas AMG, que passarão a usar o 2.0 do Classe A45 AMG no lugar do atual 4.0 V8 turbo. Os modelos de entrada devem manter a potência na casa dos 170 cv, com uma versão híbrida leve chegando em 258 cv. Haverá ainda uma opção híbrida plugável para a versão C300, que promete até 100 km de autonomia puramente elétrica.

Atualmente o Classe C é o carro de passeio mais vendido pela Mercedes-Benz no Brasil e a estreia da nova geração por aqui talvez fique para o fim deste ano ou começo de 2022.