Perseguido por revistas, jornais e sites, o novo Fiat Uno sucumbiu à curiosidade do público. De nada adiantou a montadora esconder ou camuflar seus protótipos. De fotos de segredo, registros de patentes a vazamento de material oficial, praticamente tudo que se poderia saber sobre o veículo mais importante da Fiat - e do setor em 2010 - acabou descoberto antes do lançamento, marcado para os dias 4 a 6 de maio.

A gota d´água foi dada pelo site iCarros que recebeu fotos de divulgação do modelo que revelam a versão Way em detalhes, além de várias configurações de interior (veja a galeria completa do site aqui).

Embora baseado na plataforma do Panda italiano, o novo Uno pouco lembra exceto pelo formato retangular da carroceria. A Fiat brasileira, no entanto suavizou todas as linhas do modelo e procurou imprimir a fórmula bem sucedida do Cinquecento, o sub-compacto premium.

O modelo, como se vê, não possui grande entre os faróis – em vez disso três retângulos que simbolizam o modelo e estão sendo usados na campanha em que a inscrição “Uno” se divide nesses espaços.

A versão mostrada pelo site iCarros é a Way com visual off-road e pesados apliques plásticos. A versão Attractive, por exemplo, será mais leve e com menos detalhes na cor cinza.

Por dentro, o novo Uno apresenta um painel de linhas simples, mas elegantes como há muito não se vê na marca. O painel de instrumentos, por exemplo, é dominado pelo velocímetro analógico que na sua base traz um pequeno mostrador digital com as funções de temperatura e tanque de combustível, além do computador de bordo. À esquerda temos o conta-giros também analógico, mas disponível apenas nas versões mais caras.

O console central lembra o 500, mas com poucos detalhes. O conjunto de acionadores do circulador de ar são simples, mas parecem bem acabados e os botões de abertura dos vidros repetem a solução do carrinho premium, instalados no centro do painel.

Como adiantamos, o cliente poderá personalizar seu Uno ao escolher apliques temáticos no painel e na carroceria, alguns deles mostrados nas fotos. Os bancos também parecem ter mais qualidade que o comum no segmento, pelo menos na versão top.

Os motores serão de 1.0 e 1.4 litro modificados para serem mais econômicos e com menos emissão de poluentes. Resta saber onde a Fiat encaixará o novo Uno. As apostas dão conta que ele custará mais caro que a maior parte da linha Palio como forma de, aos poucos, retirar de circulação não só o Mille como também este, assim que o projeto 326 – o novo Palio – for lançado, em 2011.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/