Não vai demorar muito para conhecermos sua formas definitivas, uma vez que ele está previsto para chegar ao mercado no começo de 2020, mas ainda restam muitas dúvidas sobre o que podemos esperar do quarto modelo que a Volkswagen vai produzir em sua unidade Anchieta, a sede da marca no país localizada em São Bernardo do Campo (SP).

Tomando como base o portfólio que hoje é fabricado ali, é certo que a novidade terá uma relação com o Polo e o Virtus, portanto usando a mesma derivação da plataforma MQB que sustenta os dois projetos. Ganha força nos bastidores a especulação de que esse novo carro será um crossover derivado da nova geração do Polo. Resta saber, contudo, por qual caminho a Volkswagen vai optar: se um modelo mais simples, apenas com um visual diferenciado em relação ao hatch (nos moldes do que a Honda fez com o Fit e o WR-V, por exemplo) ou a marca seguirá por uma linha mais radical, promovendo uma carroceria completamente inédita para a novidade.

Segundo corre no campo dos rumores, a Volkswagen estuda um caminho agressivo para o crossover posicionado abaixo do T-Cross em termos de preço e tamanho. Fontes sugerem que a novidade poderá adotar um estilo que remete a um “SUV-cupê”, com a parte final do teto formando um perfil mais esportivo, o que resultaria em um modelo bem diferenciado e com grandes chances de sucesso no mercado.

Nas imagens que ilustram esta notícia você confere uma ilustração artística realizada por Kleber Silva em que podemos vislumbrar como seria um SUV-cupê derivado do Polo/Virtus. Se hoje o T-Cross conta com 4,19 m de comprimento, talvez esse novo modelo fique com tamanho abaixo dessa medida. Como a marca prepara o Tarek para atuar no segmento de SUVs médios e a linha VW atual também contempla o Tiguan Allspace, faz mais sentido a marca explorar mais uma segmento abaixo do T-Cross, uma vez que acima dele ela ficará muito bem servida.

Em termos de motorização, é bem possível que o novo modelo produzido em São Bernardo do Campo (SP) compartilhe as opções 1.6 16V e 1.0 TSI oferecidas nas linhas Polo e Virtus, bem como as opções de câmbio manual ou automático 6 marchas.

O nome do futuro crossover também é outra dúvida, mas a opção T-Sport parece estar sendo cada vez mais cogitada e faz sentido com o restante dos SUVs da gama VW atual. Vamos acompanhar de perto o desenvolvimento da novidade e, assim que reunirmos mais informações, voltaremos a relatar aqui no Autoo. Acompanhe!

 

Projeção de Kleber Silva sobre o possível SUV-cupê derivado da linha Polo e Virtus
Projeção de Kleber Silva sobre o possível SUV-cupê derivado da linha Polo e Virtus
Imagem: Kleber Silva

 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/