O tão esperado Chevrolet Cruze, enfim, chegou. A GM do Brasil oficializou neste domingo (11) os preços para seu novo sedã, cuja missão é substituir o Vectra e recolocar a a fabricante no topo do segmento dos sedãs médios no país, hoje liderado pelo Toyota Corolla. Disponível por R$ 67.900 na versão LT, o modelo nessa configuração traz motor 1.8 Ecotec flex de até 144 cv associado ao câmbio manual de 6 marchas.

A versão LT ainda se desmembra em outras duas opções intermediárias com mais equipamentos. A primeira tem o acréscimo de transmissão automática  sequencial de 6 velocidades e sensor de chuva por R$ 69.900. Já o modelo seguinte, tabelado em R$ 71.900, contempla esses dois itens mais bancos de couro. Além desses componentes adicionais, o Cruze LT já vem equipado de fábrica com sistemas eletrônicos de segurança, como ABS e controle de tração, e outros itens como sistema de som, cruise control e ar-condicionado.

Já o Cruze LTZ é o modelo top de linha do catálogo. Custa R$ 78.900 e se diferencia dos modelos de entrada por vir equipado com rodas de alumínio, sensor crepuscular, airbags laterais do tipo cortina, sensor de estacionamento, entre outros itens para a cabine, como a central multimídia embutida no painel com tela de LCD de 7” munida de GPS e sistema de áudio.

O sedã será oferecido no Brasil nas opções de pintura sólida Branco Mahler (sem custo adicinal) e os tons metálicos (custam mais R$ 900) Prata Polaris, Cinza Rusk, Bege Desert, Verde Lotus e Preto Carbon Flash. Segundo a GM, as primeiras unidades do Cruze começam a serem entregues na próxima semana. A espectativa de vendas para o Cruze, conforme informou a empresa, é emplacar 3.000 carros por mês.

Thiago Vinholes

|