Para fazer frente ao inseguro Onix, novo VW Polo aposta na segurança

Alemã usa a estrutura avançada e o projeto moderno do Polo para conquistar o público da ''classe média aspiracional''
Volkswagen Polo 2018

Volkswagen Polo 2018 | Imagem: Divulgação

Ainda sem divulgar as primeiras imagens oficiais do novo Polo nacional, a Volkswagen realizou na manhã desta quinta-feira (24) uma extensa apresentação para destacar um atributo importante do modelo: a segurança para os ocupantes. Em um mercado onde o carro mais vendido do país foi reprovado nesse quesito, a Volkswagen quer usar o projeto moderno e melhor concebido do Polo 2018 como um diferencial importante entre os hatches compactos.

Começando por uma boa notícia, a Volkswagen adiantou que todas as versões do modelo contarão com 4 airbags de série. No Fiat Argo, o principal rival do Polo, as bolsas laterais também são oferecidas porém como um opcional. As versões do Polo com o motor 1.0 TSI também sempre serão equipadas com os controles de tração e estabilidade, sendo que a dupla poderá ser adquirida como opcional desde a versão de entrada com o propulsor 1.0 de 3 cilindros e aspiração natural. 

Em relação ao novo Polo europeu, a única alteração do modelo produzido no Brasil ficará por conta do para-choque dianteiro, que será redesenhado e ganhará uma "boca" maior em sua parte central. A estratégia da Volkswagen para o Polo no Brasil será cativar o público chamado de "classe média aspiracional", aqueles ligados em inovações e que valorizam muito mais o visual do carro e tudo o que ele é capaz de entregar do que itens como preço ou consumo de combustível. 

Indo além dos equipamentos e da questão mercadológica, a equipe de engenharia da Volkswagen apresentou os primeiros resultados dos teste de colisão realizados pela fabricante, e os dados são animadores. A carroceria do Polo mostrou-se tão íntegra após o teste de colisão contra uma barreira deformável a 64 km/h que foi possível abrir e fechar a porta do motorista logo depois do ensaio.

Assim como a quarta geração do modelo, que trazia à época requintes construtivos como a solda a laser, o novo Polo 2018 mantém a solução e um dos segredos para a alta eficiência protetiva dos ocupantes reside no uso de materiais de alta resistência. Na estrutura do novo Polo, 11,4% é composta por aços de ultra alta resistência enquanto outros 18,5% são formados por aços estampados a quente, tipo de aço que torna-se quatro vezes mais forte do que uma chapa com conformação convencional. 

Até mesmo a estrutura dos bancos conta com aços de alta resistência para colaborar não só com a segurança, mas também evitar o surgimento de rangidos ao longo dos anos. Vale destacar que os pedestres não foram esquecidos e o Polo também foi projetado para evitar que as pessoas fiquem seriamente feridas em caso de atropelamento. Para tanto, a área formada pelo para-choque e a grade frontal são alinhados e tem o objetivo de jogar a pessoa para cima, protegendo os joelhos do pedestre. Com isso, o capô ganha uma ampla área deformável para acomodar a queda da vítima.  

O AUTOO questionou Antonio Carnielli Jr, gerente executivo de engenharia de carroceria, por que a Volkswagen não optou por oferecer mais airbags no Polo 2018. O engenheiro explica que “o elevado nível de proteção que a estrutura do Polo por si só oferece não nos força a colocar mais do que 4 airbags no modelo. É só você ver nossos excelentes resultados mesmo em simulações de batida em poste, choque dianteiro, dentre outras”, declarou Carnielli. De qualquer forma, vamos ver como o modelo se sairá nos testes de colisão do Latin NCAP, algo que a Volkswagen planeja patrocinar junto à entidade tamanha é a confiança em seu novo produto. 

A nova plataforma MQB também confere ao Polo um elevado índice de rigidez torcional, um dos melhores da categoria adianta a Volkswagen, o que por consequência também traz benefícios no nível de ruído a bordo, que torna-se mais baixo, bem como colabora para o conforto e a melhora no comportamento dinâmico. A fabricante também promete “níveis de conforto de veículos de classes superiores”, graças a recursos como a coxinização pendular com grande parte dos componentes manufaturados em alumínio para elevar a resistência e colaborar para reduzir o peso do carro.

Além dos controles de tração e estabilidade, o Polo 2018 em suas versões mais caras oferecerá recursos importantes para aprimorar a segurança dinâmica. Um deles é o XDS, ou o bloqueio eletrônico do diferencial, que aciona o freio da roda com menor tração, transferindo o torque para a roda com maior aderência ao solo, proporcionando melhor eficiência à saída do veículo. O sistema funciona de forma automática, sem necessidade do motorista acionar um botão no painel. Além disso, o sistema atua em curvas e em velocidade de até 80 km/h. Além dele, o Polo também contará com o XDS+, uma função que faz parte do controle de estabilidade e aplica intervenções seletivas nos freios das rodas internas às curvas nos dois eixos, aumentando a agilidade e diminuindo a necessidade de movimentação do volante.

Outro sistema importante é o Controle do Momento de Giro (GMA), que diminui a possibilidade de perda de controle do veículo em pisos com diferentes níveis de atrito efetuando diferentes forças de frenagem no momento da desaceleração até que a rotação das rodas seja equalizada. O novo Polo também trará os sistemas de fixação de cadeirinhas de criança do tipo Isofix e top-tether.

Por fim, ainda conseguimos constarar na apresentação prévia do modelo que o novo Polo oferecerá, dependendo da versão, luzes diurnas de LED e ao todo serão três tamanhos de rodas, variando entre os aros 15" a 17". A gama de versões será composta por uma opção de entrada, seguida pela intermediária Comfortline e a topo de linha Highline, conforme você pode conferir na galeria de fotos. 

Com tudo isso, o Polo espera cativar as famílias que prezam por um carro seguro e, quem sabe assim, forçar algumas marcas do mercado a melhorar a qualidade de seus carros. O Polo está com o lançamento confirmado para novembro deste ano e, no primeiro trimestre de 2018, ganhará a companhia do sedã Virtus, ambos fabricados em São Bernardo do Campo (SP).

Assine a newsletter semanal do AUTOO!