Pensa em comprar um SUV acima de R$ 120 mil? Então espere até 2021

Segmento de SUVs médios será o grande destaque do ano que vem, com a estreia de novos e importantes modelos na categoria
Toyota Corolla Cross 2020

Toyota Corolla Cross 2020 | Imagem: Divulgação

Sem dúvida um dos assuntos que movimentou a semana foi a estreia do inédito Volkswagen Taos para os diferentes mercados das Américas.

Pegando carona nesse tema, o Taos é um ótimo gancho para comentarmos porque vale muito a pena você esperar até 2021 para adquirir um carro novo, em especial se o modelo desejado é um SUV e você deixou reservado, digamos, entre R$ 120 mil e R$ 150 mil para essa aquisição.

A categoria dos utilitários esportivos de médio porte promete ser um dos destaques do ano que vem. Não só por conta do VW Taos, mas teremos também o lançamento do Toyota Corolla Cross nacional e quem sabe até a importação dos novos 3008 e 5008. Apresentada recentemente na Europa, a dupla da Peugeot ganhou um facelift externo e aprimoramentos na cabine, realçando ainda mais o cuidado com design e o acabamento interno que permeou os SUVs desde a estreia. 

Importante mencionar que o Jeep Compass, hoje responsável por mais de 60% das vendas da categoria, não ficará confortável assistindo a tudo isso e vai se mexer para preservar seu espaço em meio a uma concorrência cada vez mais acirrada. Também para 2021, a Jeep provavelmente tem nos planos o lançamento do Compass com o novo motor 1.3 turbo, além de promover uma revisão estética para o SUV tanto por dentro como por fora. Um dos aprimoramentos que o Compass 2022 deverá receber é uma nova central multimídia, com funcionalidades avançadas e tela maior dependendo da versão.

Com a melhoria mecânica esperada para o próximo ano, o Jeep Compass ficará alinhado com grande parte da concorrência, que hoje já recebe motores turbo flex. A unidade de potência que será aplicada no Compass, inclusive, vai se notabilizar por recursos sofisticados, como a geração mais recente do sistema MultiAir para o controle não só do tempo, mas também do curso de abertura das válvulas. A tecnologia certamente vai aprimorar a eficiência do propulsor, que está previsto para entregar cerca de 180 cv.

Sob o capô do VW Taos argentino encontraremos aqui no Brasil o motor 1.4 TSI, conhecido por sua eficiência, mas que já recebeu aprimoramentos na América do Norte. Como diferenciais técnicos, o Taos deverá apostar em especial no porte de sua carroceria. Com isso, a cabine da novidade deverá ser bem generosa para seus 5 passageiros, bem como o Taos vai oferecer um porta-malas destacadamente maior do que o oferecido pelo Compass. Aliás, esse é um ponto em que o modelo da Jeep fica devendo para muitos competidores diretos. Para quem tem família numerosa, certamente um bom porta-malas é um atributo relevante.

Pensado para mercados emergentes, o futuro Toyota Corolla Cross produzido no interior de São Paulo é outro SUV médio de nova geração que vai apostar em um porta-malas generoso, quase beirando os 500 litros de capacidade, para conquistar clientes no país. Ao aliar a reputação que a marca conquistou no país com o nome Corolla, sedan médio mais vendido do Brasil, o utilitário esportivo certamente é um modelo que promete mexer não só com a categoria, mas com o segmento de SUVs de maneira geral.

De todas as novidades, a previsão é que apenas o Corolla Cross conte desde o lançamento com uma opção eletrificada, adotando o mesmo conjunto mecânico do sedan nas opções mais caras. Como tornou-se uma estratégia da fabricante japonesa, a companhia optou por não ir pelo caminho do downsizing dos motores com o uso de turbo e injeção direta, partindo de uma vez para a difusão de conjuntos mecânicos híbridos. Com isso, podemos esperar por um excelente nível de consumo no Corolla Cross em especial na cidade.

As opções mais acessíveis do Toyota poderão contar com o motor 2.0 Dynamic Force a exemplo do que ocorre com o sedan.

Considerando que atualmente um Volkswagen T-Cross Highline 250 TSI é tabelado em R$ 122.990, fazendo dele o catálogo mais caro para o SUV compacto, e um VW Tiguan Allspace parte de R$ 145.430 com o mesmo motor 1.4 turbo do T-Cross Highline, é certo que o Taos vai atuar em uma faixa de mercado entre esses dois valores, talvez alcançando a casa dos R$ 150 mil dependendo dos opcionais. Por sinal, fará pouco sentido a Volkswagen continuar importanto do México o Tiguan Allspace 5 lugares após a estreia do Taos. Hoje em dia o Tiguan Allspace Comfortline com 7 lugares custa R$ 173.410, o que deixa um espaço mais do que confortável para o Taos dentro da gama VW no Brasil.

O mesmo raciocínio de precificação vale para especularmos os valores do Corolla Cross nacional, que deverá balizar seu posicionamento de mercado olhando para o Jeep Compass e o VW Taos. Há muito tempo a Toyota não oferece um SUV mais acessível no Brasil do que o SW4 (R$ 194.850 na versão SR 2.7 flex) e o RAV4 (R$ 219.990 no catálogo de entrada S Connect). 

Hoje em dia o Jeep Compass com motor 2.0 flex gravita entre R$ 128.790 (versão de entrada Sport) e R$ 162.590 no catálogo mais completo Limited, o topo de linha com motor bicombustível. Quando o 1.3 turbo chegar à gama Compass, os valores não deverão ser muito alterados, em especial levando em consideração que a nova família de propulsores será produzida no Brasil.

Logo, se você deseja um utilitário esportivo mais espaçoso, moderno e equipado que os atuais SUVs compactos, é prudente esperar até a excelente safra de boas novas entre os SUVs médios que veremos em 2021. Categoria hoje repleta de opções muito competentes, o segmento se tornará ainda mais completo e interessante. Vamos acompanhar!

Toyota Corolla Cross 2020

Toyota Corolla Cross 2020

Assine a newsletter semanal do AUTOO!