Picape Montana sai de linha na Argentina. Brasil é o próximo?

Chevrolet deixou de oferecer modelo, indicando caminho aberto para a futura picape derivada do SUV Tracker
Chevrolet Montana 2021

Chevrolet Montana 2021 | Imagem: Divulgação

A Montana morreu, mas por ora apenas para os argentinos. A picape compacta irmã do hatch Agile deixou de constar do site da Chevrolet no país vizinho, alertou o site Argentina Autoblog nesta quinta-feira, 06.

De fato, a picape nunca foi muito popular na Argentina, onde somou pouco menos de 10 mil emplacamentos desde 2011. Nesse mesmo período de tempo, a GM conseguiu vender mais de 300 mil unidades da Montana no Brasil.

Não é segrego para ninguém que a Montana se transformou num estranho no ninho no portfólio da montadora norte-americana. Sua segunda geração surgiu em 2010 derivada do Agile, um projeto sacado às pressas pela General Motors a fim de renovar sua linha de produtos enquanto se recuperava do baque financeiro de 2008.

Assim como a primeira geração, ela oferecia um estilo mais esportivo e uma caçamba alta, mas sempre careceu de mais opções como suas rivais Strada e Saveiro. Desde 2013, no entanto, as vendas caem de forma constante, de um patamar de 46 mil unidades para somente 6,6 mil em 2020.

Na Argentina, a ausência de controle de estabilidade foi um ponto fraco do modelo, que inclusive contou com componentes produzidos por lá até o começo da década passada – o fim do Agile fez a montadora transferir todo o ferramental para o Brasil.

Novo Tracker em versão picape: uma ideia para o sucessor da Montana?
Novo Tracker em versão picape
Imagem: Kleber Silva

Picape Tracker a caminho

O fim da Montana é necessário para abrir caminho para a inédita picape ‘meio-média’ que a Chevrolet está desenvolvendo sob a base do SUV Tracker. Ainda sem nome conhecido, a caminhonete será maior, com cinco lugares e meta de concorrer com a Fiat Toro.

Embora não vá substituir a Montana diretamente, a nova picape deverá reduzir a já minúscula presença de mercado da veterana, que hoje só é encontrada na versão LS 1.4 com preço de R$ 78.790 (maio de 2021).

Neste ano, a Montana obteve 1.223 emplacamentos até abril, bem mais do que os 95 veículos vendidos na Argentina, o que pode fazê-la durar por mais algum tempo em nosso mercado.