Porsche Cayman aprendido será viatura da Polícia Rodoviária em São Paulo

Esportivo que pertencia ao traficante Andre do Rap será incorporado pela polícia militar e usado no patrulhamento das estradas paulistas
Em breve nas estradas paulistas: Porsche Cayman apreendido deve equipar Polícia Rodoviária de São Paulo

Em breve nas estradas paulistas: Porsche Cayman apreendido deve equipar Polícia Rodoviária de São Paulo | Imagem: Montagem sobre divulgação

Imagine a cena: você está numa rodovia em São Paulo e de repente ouve uma sirene surgir do nada. Quando olha no retrovisor vem o espanto: um Porsche aparece com emblemas da Polícia Rodoviária aparece, sinalizando para que pare no acostamento.

Parece coisa de filme, mas deve se tornar realidade em breve. Segundo a coluna Radar, da revista Veja, até o final de março o governador João Doria (PSDB) deve apresentar um Porsche Cayman como nova viatura da Polícia Militar Rodoviária de São Paulo.

O veículo em questão pertencia a André do Rap, traficante ligado ao PCC e que foi preso em 2019 em Angra dos Reis (RJ). Preso desde então, um dos chefes da facção acabou solto pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio de Mello em outubro do ano passado e continua foragido.

Com o traficante foram encontrados vários bens, entre eles o esportivo alemão que agora é um dos itens que o governo paulista pretende incorporar e que inclui até aeronaves. Embora não chegue ao desempenho do clássico 911, o Cayman não decepciona: dependendo da versão, o cupê pode atingir 275 km/h e acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 5,1 segundos.

Cena comum no exterior

Colocar carros esportivos a serviço da polícia não é novidade no exterior. A Itália utiliza há muitos anos os modelos da Lamborghini, a Alemanha, o esportivo R8 da Audi, e o rico Dubai, uma lista variada de supercarros que inclui até a Ferrari e o Bugatti Veyron.

Em 2019, a Polícia Rodoviária Federal passou a usar um Dodge Challenger também apreendido
Em 2019, a Polícia Rodoviária Federal passou a usar um Dodge Challenger também apreendido
Imagem: PRF

A polícia da Inglaterra, no entanto, foi além. Embora também seja equipada com modelos bastantes velozes como o Ford Mustang, a força policial chegou a recrutar um Ariel Atom em 2014. Para quem não conhece o modelo, trata-se de uma espécie de “Fórmula 1” de rua, com assentos lado a lado, chassi tubular e que chega a atingir 260 km/h em algumas versões.

Mesmo no Brasil a iniciativa de equipar a polícia com um veículo tão potente já ocorreu anteriormente. Em 2019, a polícia militar de Santa Catarina recebeu em empréstimo um SUV Cayenne e um Mercedes-Benz C63 da Justiça e que foram usados em ‘policiamento de vitrine’, uma espécie de propaganda da corporação. Vale lembrar que a mesma polícia já contava na época com um Chevrolet Camaro.

Também há dois anos a Polícia Rodoviária Federal passou a contar com um Dodge Challenger que foi usado no trabalho na fronteira do país no estado do Paraná. Em todos esses casos, os veículos haviam sido apreendidos de criminosos.