Preço médio do carro usado já subiu 20% em um ano

Estudo realizado com revendas mostra que os consumidores estão pagando mais caro na hora de adquirir um seminovo
Honda HR-V 2021

Honda HR-V 2021 | Imagem: Divulgação

As consequências da pandemia não estão causando dificuldades apenas para as fabricantes e os carros 0km. Por conta da produção em baixa e a demanda em alta, comprar um carro novo ficou bem mais caro de um ano para cá. Até mesmo a alternativa, optar por um veículo seminovo ou usado, também está custando mais do que no ano passado. 

De acordo com o estudo Performance de Veículos Usados (PVU) realizado pela MegaDealer com dados da Auto Avaliar, o consumidor que comprou um carro usado em janeiro deste ano acabou desembolsando 20% a mais em comparação com o mesmo mês no ano passado. De acordo com as empresas, o preço médio registrado na aquisição de usados através da plataforma Auto Avaliar registrou um novo recorde, passando de R$ 41.090 para R$ 49.278 em apenas um ano. 

O estudo também mostrou que, após sete meses de crescimento, o tempo médio que um carro leva para ser revendido nas lojas voltou a subir, de 26 para 30 dias. Isso significa que está se levando mais tempo para comercializar os veículos. De acordo com o relatório das duas empresas, a continuidade da pandemia e o aumento do ICMS em São Paulo seriam as causas. 

Renault Kwid 2020
Renault Kwid foi o segundo carro mais rentável para os lojistas, atrás do Honda HR-V
Imagem: Divulgação

O PVU também mostrou que os lojistas estão avaliando mais carros (+5%), mas estão comprando veículos para estoque em ritmo mais lento (-19%). O levantamento comprovou que a falta de veículos novos no mercado aumentou a demanda pelos usados, que também se tornaram mais raros de encontrar. Os compradores também estariam sendo mais conservadores na compra e haveria uma insegurança em relação às tributações. 

O cenário mostrado pelo PVU revela o impacto de alguns pontos importantes. A falta de veículos novos e usados permanece e existe insegurança sobre tributações, com o aumento do ICMS no Estado de São Paulo. Além disso, mostra também o comportamento conservador do comprador devido à nova onda da Covid-19. Entendemos que existe uma tendência de retorno aos níveis ‘normais’ de estoque verificados até o 1º trimestre de 2020”, analisa Fabio Braga, country manager da MegaDealer no Brasil.

Outro dado levantado pelo PVU foi o ranking dos carros mais rentáveis para os lojistas, considerando o valor médio de venda e o tempo médio em que o carro fica no estoque. Quanto maior o preço e menor o tempo, melhor a posição no ranking. Dessa forma, o Honda HR-V se tornou o veículo que mais gera lucro para os revendedores, seguido pelo Renault Kwid e o Volkswagen Fox.

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox foi terceiro carro que mais deu lucro às concessionárias
Imagem: Divulgação

Confira o ranking dos carros mais rentáveis para os lojistas

Modelo - Preço médio de venda / dias em estoque

1° Honda HR-V - R$ 94.180 / 22 dias
2° Renault Kwid - R$ 37.423 / 30 dias
3° Volkswagen Fox - R$ 48.318 / 24 dias 
4° Toyota Etios - R$ 48.855 / 27 dias
5° Ford EcoSport - R$ 69.860 / 26 dias
6° Chevrolet Onix - R$ 51.381 / 31 dias
7° Volkswagen Saveiro - R$ 57.465 - 33 dias
8° Chevrolet Prisma - R$ 53.322 / 32 dias
9° Hyundai HB20 - R$ 48.373 / 31 dias
10° Volkswagen Polo - R$ 62.614 / 30 dias