R$ 75 mil: Honda HR-V usado é aposta certa de SUV barato

Bem equipada, a primeira geração (2015 a 2022) traz motor confiável e econômico do Civic, além de bom espaço interno e versatilidade
Honda HR-V 2017

Honda HR-V 2017 | Imagem: Divulgação

No momento da decisão de compra de um SUV usado, posição de dirigir elevada, segurança e robustez são alguns elementos-chaves. E o Honda HR-V tem isso e mais um pouco se você está pensando em comprá-lo.

Lançado pela Honda em 2015 no Brasil, ele chegou trazendo três versões de acabamento e uma de motor, no caso a 1.8 flex de 140/139 cv e 17,4/17,3 kgfm de torque, combinado ao câmbio manual de cinco marchas ou CVT - que simula sete velocidades. 

Na lista de equipamentos de série, desde a mais simples LX, já trazia o ar-condicionado, dois airbags, direção elétrica, freios ABS, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, entre outros itens. Porém, rodas de liga leve de 17 polegadas, ar digital, airbags laterais e bancos em couro, por exemplo, faziam parte da EX e EXL.

VEJA TAMBÉM:

Outra vantagem está no espaço interno bem aproveitado. São 4,29 metros de comprimento, 1,77 m de largura, 1,58 m de altura e 2,61 m de entre-eixos, o suficiente para fazer uma viagem com quatro adultos sem se cansar. O porta-malas de 437 litros, por sua vez, está entre os melhores do segmento, superando o Nissan Kicks (432 l), Hyundai Creta (431 l) e VW T-Cross (373 l). 

Em 2018, o crossover compacto foi levemente reestilizado e ganhou a versão Touring com propulsor 1.5 movido só a gasolina de 173 cv e 22,4 kgfm, acoplado à caixa do tipo CVT que simula sete velocidades. O HR-V se estendeu até 2021, pois no ano seguinte chegou a segunda geração.

 

PONTOS A SEREM VISTOS ANTES DA COMPRA

Honda HR-V 2017
Honda HR-V da primeira geração já vem com freio de estacionamento eletrônico e multimídia
Imagem: Divulgação
  •  Pintura

Não é difícil ouvir reclamações da pintura. Entre as mais comuns estão descascamentos e até pontos de oxidação e ferrugem, o que acabam exigindo uma repintura na parte afetada. Durante a vistoria cautelar, este problema pode afugentar os compradores, sob a suspeita de ter sofrido uma batida. 

  •  Suspensão dianteira

Bastante frequente e que, inclusive, foi pauta em revistas e sites, a suspensão dianteira costuma apresentar barulhos. A fonte dos indesejáveis ruídos está ligada ao desgaste nos mancais da barra estabilizadora e nas folgas nas bieletas, que ligam a barra estabilizadora aos amortecedores dianteiros. 

  • Tensionador da correia

Não são raros os problemas atrelados ao tensionador da correia, responsável por manter a tensão correta do sistema de distribuição. Só a correia do alternador sai por mais de R$ 380, enquanto que só a polia do tensionador, nós encontramos por R$ 690.

  •  Freio de estacionamento eletrônico

O freio de estacionamento que é operado de forma eletrônica através de um botão no console central pode causar falhas. Além de não frear, os indícios são facilmente percebidos através da luz amarela que fica permanente acesa e da vermelha piscante quando aciona o freio. A solução encontrada foi só com a troca do interruptor. O preço médio da peça original é de R$ 280.

  •  Recall

Confira se o carro que estiver olhando já passou pelos recalls da troca dos parafusos dos cubos das rodas das unidades produzidas em 2015, sangria do sistema de freios (2018) e reparo da bomba de combustível (2019). Para mais informações, acesse https://www.honda.com.br/recall. 

 

QUAL VERSÃO NÓS RECOMENDAMOS

Honda HR-V 2017
Honda HR-V vem com porta-malas de 417 litros, o que é um pouco maior que os principais rivais
Imagem: Divulgação

As primeiras unidades ainda vêm com câmbio manual de cinco marchas, o que pode ser um entrave na hora da revenda. Portanto, ainda que raras no mercado de usados, dê preferência as com a caixa do tipo CVT que têm mais procura.

A 1.8 flex também tem melhor fluidez no mercado, ainda que seja menos potente - 140/139 cv contra 173 cv da 1.5 turbinada - e menos econômica. São 7,1 km/l na cidade e 8,5 km/l na estrada com etanol e 10,5 km/l no ciclo urbano e 12,1 km/l no rodoviário da 1.8 flex e 8,8 km/l, 9,8 km/l, 12,7 km/l e 13,9 km/l, respectivamente, da 1.5 turbo.

Com relação aos valores, os preços praticados nos principais sites de classificados apontam as médias de R$ 75 mil a partir dos HR-Vs dos primeiros anos de lançamento e vão até R$ 160 mil para os modelos mais equipados até 2021.

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

 

Honda HR-V 2017

Honda HR-V 2017

Fernando Garcia

Especialista em análises do mercado de veículos usados, Fernando Garcia tem passagens por revistas automobilísticas e no AUTOO traz vários artigos especiais com curiosidades, serviços e dicas.

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções