Procon-SP multa Ford em R$ 10 milhões por problemas no câmbio PowerShift

Para órgão, transmissão apresenta ''vício oculto''; caixa estava presente no EcoSport, Focus e New Fiesta
Ford Fiesta 2016

Ford Fiesta 2016 | Imagem: Divulgação

A pedido do AUTOO, o Procon-SP confirmou a multa no valor de R$ 10.546.442,48 para a Ford Motor Company Brasil Ltda. De acordo com o órgão de defesa do consumidor, a fabricante colocou no mercado produto com vício oculto (defeito de fabricação que se manifesta após certo tempo) e não tomou nenhuma medida para sanar o problema, o que, segundo o Procon-SP, fere o artigo 18 do Código de Defesa do Consumidor. 

O produto em questão diz respeito ao câmbio de dupla embreagem PowerShift, aplicado no Brasil em modelos da linha Focus, New Fiesta e EcoSport. A caixa em questão, já descontinuada por aqui, causou diversos problemas de durabilidade e relatos de quebras por parte de consumidores dos modelos em questão não só aqui no Brasil como também nos EUA, país-sede da fabricante. 

Após receber diversas reclamações de consumidores relatando problemas com o câmbio PowerShift dos veículos Ford Focus, New Fiesta e EcoSport, ano/modelo 2013 a 2016, além de notícias de que a empresa firmaria um acordo nos Estados Unidos para encerrar um processo aberto por proprietários de veículos equipados com o mesmo componente, o Procon-SP notificou a Ford para que esclarecesse se o acordo se aplica também a veículos fabricados no Brasil. Em resposta a montadora informou que o acordo envolve apenas um universo específico de proprietários norte-americanos e, portanto, não se aplica a veículos no Brasil”, relata o Procon-SP em comunicado enviado ao AUTOO

Para o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez, “o Brasil tem instituições fortes e uma legislação muito bem construída na defesa e proteção do consumidor, então não adianta querer dar um tratamento aqui no Brasil diferenciado para pior em relação ao que dá em outros países do mundo”. 

O Procon-SP explica que, “em razão da resposta negativa e das inúmeras reclamações de consumidores não atendidas referentes ao problema no câmbio, o Procon-SP entendeu que a empresa infringiu o CDC. A multa é aplicada por meio de processo administrativo e a empresa tem direito à defesa. O valor da multa, de acordo com o CDC, é estimado com base no porte econômico da empresa, na gravidade da infração e na vantagem obtida”. 

O AUTOO entrou em contato com a Ford para obter um posicionamento da empresa sobre a questão. Em resposta, a fabricante emitiu a seguinte nota: “a Ford irá apresentar defesa no prazo concedido, provendo ao Procon todas as informações pertinentes aos atendimentos”.

Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback: um dos modelos afetados pelos problemas do câmbio PowerShift 
Imagem: Divulgação