Produção do Citroën Xsara Picasso acaba na próxima semana, aponta site

Vendas da minivan estão em baixa em 2012: carro está à venda no Brasil desde 1999

Citroën Xsara Picasso | Imagem: Citroën

Com a chegada de uma nova safra de minivans no menu da Citroën do Brasil, no caso os modelos C3 Picasso e C4 Picasso, a veterana Xsara Picasso levou um duro golpe em suas vendas. Vítima do fenômeno que os especialistas de mercado chamam de “canibalização interna”, o modelo poderá sair de linha em Porto Real (RJ) já na próxima semana, segundo aponta o blog Novidades Automotivas.

A divisão brasileira da Citroën, entretanto, nega a veracidade da informação e retifica que “ainda não há nenhuma previsão para o encerramento da produção do Xsara Picasso no Brasil”.

Esse discurso, porém, é um procedimento padrão das montadoras no mercado brasileiro quando um veículo está para ser descontinuado. O assunto sobre o fim da linha de um carro pode atrapalhar as vendas das últimas unidades nas concessionárias, que inevitavelmente acabam oferecendo descontos aos veículos quando o tema vem à tona.

O Xsara Picasso sentiu baque em suas vendas principalmente quando o C3 Picasso estreou, em julho de 2011. Desde então, o volume de vendas do carro vem caindo. Neste ano, por exemplo, a marca vendeu menos de 1.000 unidades da minivan no primeiro trimestre contra mais de 2.000 no mesmo período do ano passado.

Veterana

A Citroën vende o Xsara Picasso no mercado brasileiro desde 1999, quando ainda vinha importado da França. Em 2001 a produção passou a ser nacional e o veículo ganhou destaque na categoria, mais até que o Renault Scénic, que foi o modelo pioneiro do ramo no país. Seu sucessor natural, com o fim da linha Xsara no exterior, é o C4 Picasso, com o qual divide o espaço nos showrooms da marca no Brasil.

Mas com o tempo, especialmente a partir de 2010 com a estreia da nova geração, o Xsara Picasso começou a perder o fôlego. Para não sacrificar mais dinheiro, a marca cortou em 2011 a oferta do modelo com motor 2.0 e opção de câmbio automático para então oferecer apenas a versão com propulsor 1.6 e transmissão mecânica.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!