Projeção adianta como deve ficar o Renault Kiger, SUV da família Kwid

Utilitário esportivo derivado da plataforma do Kwid é renderizado usando por base os recentes flagras do modelo na Índia
Projeção antecipa o futuro Renault Kiger

Projeção antecipa o futuro Renault Kiger | Imagem: Kleber Silva

Com a expectativa de ser apresentado oficialmente em outubro, o Renault Kiger promete ser a aposta da marca para o crescente segmento dos utilitários esportivos de entrada. Apesar de a novidade já rodar com sua carroceria definitiva, ainda possuía muitas camuflagens pelo que foi visto nos flagras mais recentes ocorridos na Índia.

Mas isso não impediu o designer Kleber Silva de imaginar como ficará o resultado. A projeção foi baseada em flagras recentes do futuro SUV, que já permitiam ter uma boa ideia de suas formas definitivas. Segundo o artista, mesmo com as camuflagens, elementos importantes do futuro Renault Kiger, principalmente em relação às proporções, já podiam ser vistas.

Entre esses elementos estava a coluna C. Ela será mais larga que a do Kwid, por exemplo, mas terá uma inclinação maior que a de um SUV tradicional para amenizar a impressão de que o Kiger é um carro “esticado”. Na dianteira, o designer optou por se inspirar no facelift já apresentado para o Renault Kwid, mas com os faróis e luzes diurnas de LED, em blocos separados, com formato mais largo e horizontalizado.

Vale lembrar que o Renault Kiger utilizará a plataforma CMF-A+ da empresa, que deriva diretamente do Kwid, mas com entre-eixos alongado e já utilizado na minivan Triber. Para se diferenciar ainda mais do subcompacto de entrada da Renault, o Kiger trará dois braços para o limpador de parabrisa (peça única no Kwid) e utilizará mais elementos cromados para dar uma aparência mais premium ao modelo.

As opções de motorização e transmissão ainda não foram confirmadas, mas não devem se distanciar muito do que já é utilizado pela Renault Triber e até mesmo pelo atual Kwid. Sob o capô, o Kiger pode trazer o 1.0 tricilíndrico com ou sem auxílio de turbo, entregando potência de 72 cv nas versões aspiradas e de até 95 cv com sobrealimentação. O câmbio deve ser manual ou automatizado, ambos com cinco velocidades. Um CVT também pode estar nos planos para atuar em conjunto com o motor mais potente. 

Flagra do inédito Renault Kiger em teste na Índia
Um dos flagras do inédito Renault Kiger em testes na Índia
Imagem: Autocar India
Assine a newsletter semanal do AUTOO!