Com mais de 4,4 milhões de unidades vendidas desde sua primeira geração, lançada em 1999, o BMW X5 alcança sua 4ª geração. Com uma nova plataforma modular, a CLAR, o SUV ganhou 4,2 cm de entre eixos em relação a sua geração anterior. Além do ganhou em espaço interno, o novo BMW X5 recebeu um banho de tecnologia. O SUV grande recebe, pela primeira vez, um quadro de instrumentos totalmente digital com alta definição e tela de 12,3” totalmente configurável.

No quesito design, uma evolução também pode ser vista na nova geração. Os faróis ficaram ligeiramente maiores e contam com iluminação full Led e projetores com formato hexagonal, conferindo ainda mais personalidade para o conjunto. Nas laterais, o modelo passa a contar com um vinco na carroceria em formato ascendente em direção a traseira do SUV. O contorno das janelas da coluna C também é novo, agora com arestas mais arredondadas, região do carro que não era revista desde o lançamento em 1999. Na traseira, as novas lanternas descaracterizam um pouco o padrão BMW, uma mudança de direção para agradar o
público norte-americano. As lanternas contam com iluminação OLED e conferem uma bela assinatura visual no período noturno.

Na motorização, o BMW X5 em sua nova geração contará com 4 opções. Amais potente figura na versão X5 xDrive50i, que fara o uso de um novo propulsor de 4.4 litros V8 a gasolina com ótimos 462 cv. Essa motorização, por hora, está destinada apenas ao mercado norte-americano. A versão xDrive40i virá com um 3.0 de 6 cilindros em linha, também a gasolina, com 340 ccv. A versão mais esportiva M deverá contar com cerca de 600 cv oriundos do 4.4 V8 turbo que também figura no renovado M5. Todas as versões do X5 contam com uma nova caixa de câmbio de 8 velocidades e tração integral xDrive.

A nova geração do BMW X5, ficou mais espaçosa graças a adoção da nova arquitetura modular. Agora o modelo passa a ter 4,94 m de comprimento, 2 m de largura, 1,79 m de altura e 2,97 m de entre eixos. Com isso, ele passa a ser maior que sua antiga geração a F15 (4,88 m x 1,93 m x 1,76 x 2,93 m). O porta-malas também recebeu um upgrade, e agora consegue carregar 645 litros de bagagem, mas esse número pode passar facilmente dos 1800 litros graças ao rebatimento dos bancos. Com a nova plataforma modular CLAR, o X5 perdeu cerca de 200 kg em relação ao modelo anterior, garantindo assim um rodar mais suave e uma aerodinâmica melhor.

O interior, além do reforço do novo painel de instrumentos totalmente digital e configurável, ganha um novo design. As saídas de ar agora são hexagonais, mesclando painéis com peças mais brilhantes, o que mostra que o novo BMW foi claramente concebido para agradar aos clientes nos EUA. A tela do head-up display passa a ter 7”, conta com novos grafismos para ajudar o motorista a manter o foco sempre a frente. Também são novos a nova manopla do câmbio e o botão de partida sem chave. Revestimentos com acabamento em vidro, como nos smartphones topo de linha, estão presentes também dentro da cabine como opcional de fábrica. Um novo ar-condicionado de quatro zonas e um novo teto panorâmico, que é 30% maior do que o oferecido anteriormente, completam as novidades recebidas no interior da BMW X5 2019.

As vendas no mercado norte-americano, devem começar em meados de novembro de 2018. Procurada pelo Autoo, a BMW informou que até o momento não existe previsão de lançamento da nova geração do X5 aqui no Brasil. 

 
 
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
BMW X5 2019
BMW X5 2019
 
 
Kleber Smith

|