Renault Mégane ganha versões híbridas na Europa

Linha 2020 do hatch médio europeu também passou por facelift para encarar a oitava geração do Volkswagen Golf
Renault Mégane R.S. Trophy

Renault Mégane R.S. Trophy | Imagem: Divulgação

A atual geração do Renault Mégane europeu está à venda na Europa desde 2015 e, agora, para a linha 2020, o modelo passou por algumas atualizações. Além de um facelift, o carro também ganhou mais opções de versões e motorizações, incluindo variantes híbridas. A atualização vem em boa hora, tendo em vista o recente lançamento da oitava geração do Volkswagen Golf, rival direto do modelo francês.

No visual, as principais mudanças se concentram no conjunto frontal e na traseira. Os faróis e lanternas foram redesenhados, ganhando também iluminação de LED para todas as versões. A grade acompanhou as mudanças e teve o formato levemente revisado. Os para-choques também são novos. As rodas, que podem ser de 16 ou 18 polegadas, ganharam novas opções de cores e desenho.

Mecanicamente, a principal novidade ficou por conta da introdução de versões híbridas plugáveis, chamadas de E-Tech. O sistema combina um motor 1.6 a gasolina com dois propulsores elétricos, podendo rodar até 50 km apenas com eletricidade a velocidades de até 135 km/h. Em percurso exclusivamente urbano, a autonomia chega a 65 km.

Para as versões que utilizam apenas o motor a combustão, seguem presentes o motor 1.3 TCe a gasolina com potências variando entre 115 cv e 160 cv. Futuramente será oferecido também o 1.0 TCe de 120 cv. Dependendo da configuração, o câmbio pode ser manual de seis marchas ou automatizada de dupla embreagem com sete velocidades. Para quem desejar um propulsor a diesel, é oferecido o 1.5 dCi com 95 cv ou 115 cv.

As opções esportivas ainda estão presentes nesse novo Renault Mégane. No entanto, o modelo GT Line foi substituído pelo R.S. Line. Mas ele continua se diferenciar por detalhes de aspecto esportivo. Quem quiser esportividade de fato pode optar pelas versões R.S. e R.S. Trophy, que entregam 300 cv de potência - 20 cv a mais na comparação com a linha 2019. O torque é de 42,8 kgfm quando equipado com câmbio de dupla embreagem e de 40,7 kgfm nas configurações manuais.

Na cabine, o quadro de instrumentos digital vem com tela de 10,2 polegadas, enquanto a central multimídia traz um visor de 9,3 polegadas sensível ao toque e com orientação vertical, como um tablet. A Renault afirma também que aprimorou o console central e otimizou a ergonomia dos botões.

As vendas do novo Renault Mégane deve ter início na Europa nos próximos meses, quando a marca deve divulgar os novos valores para o hatch.

Renault Mégane Estate E-Tech Plug-in
Renault Mégane Estate E-Tech Plug-in
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!