Renault vai lançar variante elétrica do Kwid na Europa

Subcompacto fará sua estréia no mercado europeu com visual atualizado do modelo indiano
Renault City K-ZE

Renault City K-ZE | Imagem: Divulgação

A Renault anunciou que levará o subcompacto Kwid para o mercado europeu, porém apenas em sua configuração completamente elétrica.

Batizado de City K-ZE, o modelo foi anunciado em abril durante Salão de Xangai, e em um primeiro momento seria exclusivo para o mercado chinês, mas agora a marca francesa pretende levá-lo também para a Europa.

Baseado na plataforma CMF-A, o City K-ZE chinês possui uma bateria de íons de lítio de 26,8 kWh. Aliada ao motor de 43 cv e 12,74 kgfm, o subcompacto possui uma autonomia de 271 km. Para o mercado europeu espera-se uma bateria um pouco maior, que elevará o alcance do modelo para a casa dos 300 km.

De acordo com a Renault, em estações de recargas rápidas a bateria do modelo alcança 80% de carga em 50 minutos e, em tomadas comuns, a carga completa leva 4 horas.

O K-ZE será estratégico para a Renault na Europa, já que a montadora desejava lançar um veículo elétrico de baixo custo, voltado mais para o público mais jovem. O modelo mais barato oferecido pela marca é o Zoe, também vendido aqui no Brasil, que parte de 17.700 euros, enquanto o K-ZE custa o equivalente a pouco mais de 7.900 euros na China.

Ainda há dúvidas se o modelo que será comercializado na Europa ficará sob os cuidados das marcas Renault ou Dacia, subsidiária romena do conglomerado focada em veículos de baixo custo. A montadora francesa possui planos de lançar uma versão elétrica do Twingo, que teria um posicionamento de mercado próximo ao City K-ZE.  

Não há informações de lançamento de uma variante completamente elétrica do Kwid para o mercado brasileiro. Até o momento o Zoe figura como o elétrico de proposta urbana da marca aqui no Brasil, com preço sugerido de R$ 149.990.

Renault City K-ZE
Renault City K-ZE
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!