O novo Subaru Legacy foi apresentado oficialmente pela primeira vez na América do Norte, nos Estados Unidos, durante o Chigado Auto Show. A sétima geração estreia totalmente renovada e carrega a história de 30 anos do modelo bem como o padrão de contar com tração integral nas quatro rodas. Mais avançado, o Legacy traz o novo sistema EyeSight, nome da marca para para seu pacote de assistentes de condução, e também muita conectividade com seu sistema multimídia Subaru Starlink.

O novo modelo será oferecido nas versões Base, Premium, Sport, Limited, Limited XT e Touring XT nos Estados Unidos. A denominação "XT" volta ao Legacy por conta da adoção do motor 2.4 turbo de injeção direta com 260 cv, enquanto que as demais versões utilizam o consagrado 2.5 aspirado boxer, também com injeção direta, de 182 cv. Todas as versões contam com câmbio CVT Lineartronic, start/stop e vetorização de torque.

Desde 2012 que o Legacy não recebia um propulsor turbo. O 2.4 boxer entrega os 260 cv a 5.600 rpm e os 38,2 kgfm de torque aparecem numa faixa linear que vai dos 2.000 até 4.800 rpm. A aceleração de 0 a 60 milhas por hora (96 km/h) é feita em 6,1 segundos.

Os 182 cv do motor aspirado de 2,5 litros surgem aos 5.800 rpm e o torque de 24,3 kgfm é totalmente liberado aos 4.400 giros. A arrancada de 0 a 60 mph acontece em 8,4 segundos.

Por dentro o veículo está ainda mais aconchegante. A de 11,6" instalada no console central é full HD, sendo a maior central multimídia já presente em um veículo da marca. É possível conectar celular, há compatibilidade para aplicativos Android e IOS, navegação da TomTom (com atualização do mapa gratuita por três anos), e comando de voz para o GPS.

As 12 caixas de som são da Harman Kardon, a mesma que também equipa os veículos da BMW, portanto compondo um sistema de som premium. Segundo a Subaru, foi realizado um bom trabalho de isolamento acústico para que o Legacy fosse 3 dB mais silencioso que o modelo anterior em rodovias. E para comodidade há quatro portas USB, duas na dianteira e duas para os passageiros do banco de trás. Os bancos são de couro Nappa, com moldagem preta e com alto brilho, além de maçanetas cromadas e espelho com moldura acetinada.

A silhueta do sedã continua baixa e elegante (clique na foto principal e acesse a galeria com mais imagens), com para-choque exclusivo apenas para a versão Sport. Ela conta também com aerofólio traseiro e espelhos em black piano, rodas de 18 polegadas escurecidas. A capacidade do compartimento não foi divulgada, mas a Subaru garante que o porta-malas do Legacy suporta quatro malas grandes.

De acordo com a marca japonesa, o sedã será oferecido no mercado norte-americano somente no final do ano, por isso ainda existem informações a serem divulgadas, como preço. Contudo, é pouco provável que o Brasil receba o sedã icônico da Subaru. O modelo foi comercializado em nosso país até 2015. Consultados pelo Autoo, os importadores da Subaru ao Brasil informaram que estão “atentos às oportunidades e demandas do mercado. Iniciamos estudos sobre esta possibilidade (importação do novo Legacy ao Brasil), mas por enquanto ainda não há nenhuma previsão sobre a chegada do modelo”. 

Vinicius Montoia

|