Sucessor do Chevrolet Camaro: o que podemos esperar?

Esportivo deverá seguir em linha até 2025, quando teremos uma migração radical da proposta do modelo
Projeção de Kleber Silva para a evolução do Chevrolet Camaro

Projeção de Kleber Silva para a evolução do Chevrolet Camaro | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Na história recente do mercado brasileiro, coube ao Chevrolet Camaro resgatar a fama dos muscle cars norte-americanos, tornando-se, logo de cara, um modelo desejado por aqui e servindo até como tema de música.

É fato que o grande apelo de automóveis como o Chevrolet Camaro e o Ford Mustang reside não só nas belas formas de um cupê, mas, em especial, no alto nível de desempenho proporcionado por seus motores V8.

Em um horizonte em que a eletrificação ganha cada vez mais prevalência, é claro que imediatamente surge a dúvida: o que ocorrerá com produtos como o Camaro? Será que um modelo com as suas características terá espaço nesse futuro?

Ao longo dos últimos meses, sites e agências de notícias especializadas no setor automotivo, como é o caso do GM Authority e o Automotive News, conseguiram reunir um interessante volume de informações que nos permitem ter um bom vislumbre para o Camaro nos próximos anos.

Como a GM já deixou claro, a partir de 2035 todos os lançamentos de suas diferentes marcas vão contemplar apenas veículos elétricos e, de 2040 em diante, todo o portfólio do conglomerado será composto de veículos com propulsão limpa, fica claro que o futuro do Camaro seguirá por essa trilha. 

Dois em um

Segundo os veículos de imprensa dos EUA, é provável que, entre algumas atualizações pontuais e facelifts, a presente geração do Camaro deverá seguir em linha até o ano/modelo 2026.

A partir do ano em questão, a GM deverá adotar uma saída peculiar dentro da gama Chevrolet.

Para preservar quem é fã da proposta do Camaro e também não deixar sem uma alternativa na gama Chevrolet para quem gosta de sedãs, como é o caso do Malibu, e não se encontra muito cativado por SUVs, a GM prepara uma solução “dois em um”.

Trata-se de criar um cupê 4 portas com propulsão totalmente limpa que preserve elementos do Camaro, porém também seja capaz de oferecer conforto para dois adultos no banco traseiro.

Esse futuro “Camaro sedã” seria construído sobre a nova plataforma BEV3, contando com o pacote de baterias Ultium, o mais sofisticado da GM atualmente.

Considerando que a GM preparou a releitura da gama Hummer com mais de 1.000 cv, é fato que a propulsão elétrica está longe de ser um empecilho para que o sucessor do Camaro siga oferecendo alto desempenho, mesmo abandonando os motores a combustão atuais.

Extremamente versátil e em linha com as necessidades de atender um enorme portfólio de produtos, a plataforma BEV3 oferece soluções para que o conjunto de baterias fique posicionado de uma maneira extremamente baixa na estrutura do modelo, permitindo que o time de design consiga trabalhar em uma carroceria com teto baixo e de perfil notadamente esportivo, o que é esperado em um sucessor do Camaro.

Resta saber, contudo, se a novidade vai cair no gosto do público. O que você acha da ideia?

Projeção de Kleber Silva para a evolução do Chevrolet Camaro
Projeção de Kleber Silva para a evolução do Chevrolet Camaro
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG