SUV da Mazda aparece em testes no Brasil

Montadora japonesa estuda voltar ao país após 14 anos de ausência

O crossover CX-5, da Mazda, deve ser um dos primeiros a desembarcar no Brasil | Imagem: Davi de Albuquerque Gomes

Nos últimos anos vêm sendo cogitado o retorno da marca Mazda ao mercado brasileiro, especialmente após a empresa iniciar a construção de uma fábrica no México, de onde carros podem ser importados para o Brasil sem pagar impostos. Nesse meio tempo, a montadora chegou a suspender seus planos de voltar ao país, mas pelo visto os japoneses continuam de olho no mercado nacional.

Prova disso são as fotos do leitor Davi de Albuquerque, que flagrou um exemplar do utilitário-esportivo Mazda CX-5 rodando com placas verdes (de veículo de teste) na Rodovia Ayrton Senna, nos arredores de São Paulo (SP). O modelo, equivalente ao um Hyundai ix35 ou Honda CR-V, é um dos cotados para venda em nosso mercado.

Segundo informações dos bastidores do setor, a operação da Mazda no Brasil serão coordenadas pelo grupo Sumitomo, que também é responsável pela fábrica mexicana. Em contato com o AUTOO, porém, o porta-voz do conglomerado no País disse não ter conhecimento sobre o carro flagrado e ressaltou ainda que as regras atuais do Inovar Auto dificultam a entrada da marca no País – veículos com conteúdo nacional pagam menos imposto.

A resposta do Sumitomo, no entanto, não encontra respaldo em uma fonte da indústria ouvida pelo AUTOO, que garante que os japoneses estão prospectando o mercado a fim de definir o perfil da operação. Conta a favor da Mazda o fato de as restrições hoje existentes para importação do México vencerem em 2017. Após isso, voltará a valer o livre comércio, o que viabilizaria a volta da marca.

Concorrência interna

A Mazda foi uma das marcas importadas mais atuantes no Brasil, após a abertura do mercado em 1991. A montadora, no entanto, cessou sua operação em 2000 por uma imposição da Ford, sua sócia na época. Como seus produtos competiam com os da marca americana, os japoneses acabaram excluídos do país, a despeito da boa imagem de seus carros.

Desde a saída da Ford da sociedade, a Mazda almeja voltar ao mercado brasileiro, um dos maiores do mundo. Depois de ensaiar seu desembarque por algumas vezes, a montadora resolveu suspender o lançamento, mas, como o CX-5 flagrado prova, nunca deixou de pensar no Brasil.