A Volkswagen soube identificar uma brecha interessante para explorar no segmento de picapes médias quando resolveu trazer o 3.0 V6 turbodiesel para a gama Amarok em 2018.  

Sabendo que o público consumidor desses veículos valoriza não só a questão da potência e torque em si, mas algo que os destaque da multidão, é fato que a Amarok V6 tornou-se um produto singular na categoria. 

A Toyota bem que tentou seguir uma linha parecida ao colocar na Hilux um propulsor com o mesmo número de cilindros, porém movido a gasolina. A predileção dos brasileiros por picapes de maior porte a diesel fez com que a marca japonesa descontinuasse rapidamente o catálogo em questão da Hilux. 

Como se não bastasse, em 2020 a Volkswagen tratou de realçar ainda mais a proposta da Amarok V6. O propulsor turbodiesel inaugurou na linha 2021 da picape uma nova calibração em sua central eletrônica, elevando a potência de 225 cv para 258 cv e o torque de 56,1 kgfm para 59,1 kgfm, já disponível a baixas 1.400 rpm. Como se não bastasse, existe ainda a função overboost, capaz de elevar a potência máxima para 272 cv por 10 segundos para ajudar em situações como uma ultrapassagem em subida com a caçamba carregada, abrilhantando ainda mais a performance da picape. 

Com isso, a Amarok V6 reitera sua proposta original dentro do segmento, a de ser uma "picape média esportiva". Podendo acelerar de 0 a 100 km/h em 7,4 segundos, a Amarok faz você esquecer que está no comando de um veículo com 5,25 m e 2.134 kg. A presença de paddle shifters para trocas sequenciais no volante é outra iniciativa da VW para realçar o vínculo da Amarok com seu caráter dinâmico. 

Como tem sempre torque de sobra, o câmbio automático de 8 marchas da Amarok mais parece uma caixa CVT tamanha é a sua suavidade de operação. Mérito também da rapidez com que as trocas são executadas, algo importante para quem valoriza uma tocada esportiva.  

Merece elogios o trabalho – certamente nada fácil – que o time de engenharia da marca executou para que o conjunto de suspensão, direção e freios da Amarok se tornasse capaz de acompanhar tudo o que o poderoso motor V6 recalibrado consegue entregar. Claro que não vamos esperar de uma picape média com eixo rígido unindo as rodas traseiras o mesmo comportamento de um automóvel de passeio, mas é fato que a Amarok entrega um rodar bem mais confortável se comparada a muitas concorrentes. Sua estabilidade dinâmica também é altamente elogiável. A presença da tração integral permanente 4Motion ainda reforça o compromisso da picape para atender sempre com perfeição os comandos do motorista, além de ajudar, obviamente, em pisos de baixa aderência. 

Além do rápido 0 a 100 km/h, outras medições, como a retomada de 80 a 120 km/h em 5,1 segundos (5ª marcha) e a velocidade máxima limitada eletronicamente em 190 km/h, deixam claro tudo o que a Amarok V6 é capaz de realizar com as melhorias para a linha 2021. É uma picape de fato muito rápida e que vai atender plenamente quem gosta de um veículo como esse e está em busca de um desempenho fora da curva. 

Se tecnicamente é irretocável, a Amarok V6 Highline 2021 talvez tenha no custo-benefício o seu maior ponto fraco. 

Hoje com preço sugerido de R$ 265.280, a picape até oferece uma lista de equipamentos de série competente, com destaque para os 6 airbags, faróis com iluminação total em xênon e acendimento automático, ar-condicionado digital com 2 zonas, entre outros. A unidade avaliada pelo AUTOO ainda contava com dois opcionais, no caso o pacote que reúne capota marítima e estribo e as rodas de liga leve aro 19”, que elevam o preço final da Amarok assim configurada para R$ 272.320. A grande questão é que falta um pacote de tecnologia mais avançado para a picape, além de um aprimoramento em seus itens de conectividade. Na cabine, por exemplo, a central multimídia com uma tela pequena demais está longe de empolgar. 

Se olharmos na gama Ford Ranger, por exemplo, hoje a picape custa R$ 262.990 em seu catálogo topo de linha Limited. Ela traz sob o capô o competente motor 3.2 de 5 cilindros com 200 cv, que pode não oferecer o mesmo nível de desempenho superior da Amarok 6 cilindros, mas a Ranger Limited destaca-se pelo alto nível de tecnologia. Na Ranger encontramos como itens de série o farol alto automático, piloto automático adaptativo, alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixa, entre outros. A Amarok está longe de oferecer um pacote de assistentes de condução tão completo, mesmo custando mais. Além disso, a partir da linha 2022 a gama Ranger ganhou o reforço do serviço de telemática Ford Pass Connect. 

A escolha da Ranger como balizadora na comparação com a Amarok não é por acaso, uma vez que a nova geração das duas picapes está sendo desenvolvida em conjunto, com a representante da Ford confirmada para estrear por aqui em 2023. É certo que em sua renovação completa a Amarok certamente vai ganhar um nível de eletrônica embarcada consideravelmente superior em relação ao modelo atual. 

Em resumo, a Volkswagen Amarok V6 segue firme na categoria como a única opção de “picape média esportiva”, trazendo um nível de performance e até mesmo comportamento dinâmico até então sem paralelo entre as concorrentes diretas. A grande questão é que você terá que abrir mão de um pacote mais sofisticado de tecnologia para ter todo esse desempenho. Como vimos no caso da Ford Ranger Limited, por um valor equivalente ao da Amarok V6 você já estaciona na garagem de casa uma picape mais equilibrada entre esses dois atributos. Que a Amarok V6 entrega uma vitalidade inigualável é algo que ninguém questiona. Optar ou não por ela vai depender muito do seu perfil e o que você considera mais importante em um veículo. Se a resposta for desempenho, então não hesite em escolher a representante da VW. 

 

Ficha técnica

Volkswagen Amarok 2021 V6 Highline 3.0 24V diesel automático 4x4 4p
Preço R$ 265.280 (05/2021)
Categoria Picape média
Vendas acumuladas neste ano 10.621 unidades
Motor 6 cilindros, 2967 cm³
Potência 258 cv a 3250 rpm (diesel)
Torque 59,1 kgfm a 1400 rpm
Dimensões Comprimento 5,254 m, largura 1,944 m, altura 1,834 m, entreeixos 3,097 m
Peso em ordem de marcha 2185 kg
Tanque de combustível 80 litros
Caçamba 1280 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/