Você já conferiu aqui no AUTOO nosso teste a bordo do Volkswagen Polo em sua versão topo de linha Highline bem como uma comparação envolvendo o mais novo hatch da Volkswagen ao lado do Fiat Argo, hoje em dia o rival direto para o Polo.

Mas chegou a hora de abordar aquela que é a configuração mais interessante do Polo 2018, estamos falando da opção intermediária Comfortline. Por que dizemos isso? Porque ela une dois atributos muito importantes: o excelente motor 1.0 TSI com o câmbio automático de 6 marchas, tipo de transmissão que passou a se tornar muito relevante entre os brasileiros.

Quem quer essa combinação de conjunto mecânico encontra no Polo Comfortline a opção mais acessível, tabelada em R$ 65.190 desde que você escolha a cor sólida Preto Ninja. O valor também é muito convidativo para o público de pessoas com deficiência que realização a compra com isenção, que ainda conta com o teto de R$ 70.000 para que o interessado seja beneficiado integralmente pelos abatimentos tributários.

O Polo Comfortline traz um elogiável pacote de itens de série, com destaque para os controles de estabilidade e tração, bloqueio eletrônico do diferencial (algo único no segmento até o momento), 4 airbags, central multimídia, rodas de liga leve aro 15”, sensor de estacionamento traseiro, além dos “obrigatórios” ar-condicionado, direção com assistência elétrica e trio elétrico.

Interessante destacar que, por R$ 3.500, você consegue adicionar o pacote opcional “Tech II” que acrescenta recursos como o sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor interno antiofuscante, controlador de velocidade de cruzeiro, ar-condicionado automático digital, sensor de estacionamento também no para-choque dianteiro, chave presencial e rodas de liga leve aro 16”. Com esse conjunto, o preço do Polo Comfortline atinge R$ 68.690.

Olhando para o mercado, o Polo Comfortline não deixa de ser competitivo. Um Fiat Argo Precision automático, por exemplo, parte de R$ 67.800, portanto R$ 2.610 mais caro que o VW em sua configuração sem opcionais. Apesar de contar com os controles de tração e estabilidade, se você quiser os airbags laterais no Argo Precision ainda precisa gastar mais R$ 2.500, elevando ainda mais a diferença de preço. Vale destacar que, mesmo com start-stop de série, o Argo Precision com seu motor 1.8 não consegue entregar o mesmo nível de eficiência em termos de consumo que o Polo com seu 1.0 turbo com injeção direta de combustível.

Beneficiado pela modernidade de sua arquitetura modular MQB, a mesma que suporta o projeto do Golf, o Polo é um modelo com alto nível de segurança em grande parte também graças ao uso de aços nobres na composição da carroceria. Tudo isso beneficia o silêncio a bordo, a integridade estrutural no caso de um acidente mais grave e, com ótima rigidez torcional, o comportamento dinâmico do Polo é muito elogiável.

Tecnicamente o Polo é o melhor hatch compacto que você pode comprar no momento, algo que é realçado por seu conjunto mecânico. Se a transmissão automática não oferece trocas tão rápidas como as de dupla embreagem, ao menos você ganha em robustez do conjunto. Beneficiado pelo ótimo torque de 200 Nm (20,4 kgfm) que inspira a nomenclatura da versão, a transmissão atua com tranquilidade e a boa dose de força certamente colaborou para que a equipe de engenharia da Volkswagen encontrasse a melhor calibração para o conjunto de uma forma mais interessante, favorecendo o consumo sem deixar de lado o desempenho.

Seus números técnicos, com aceleração de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos e retomada de 80 a 120 km/h em rápidos 6,7 segundos mostram a disposição do Polo Comfortline na hora de rodar. A sensação a bordo do hatch é a de estar em um modelo com motorização 2.0 aspirada, sendo que as respostas são ainda mais intensas graças ao pico de torque ocorrendo em 2.000 rpm.

Bom é que o Polo Comfortline agrada também quem não gosta de parar muito no posto de combustível ou preza muito mais por economia do que desempenho. De acordo com os padrões do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, o Polo 1.0 TSI registra parciais de até 11,6 km/l na cidade e 14,1 km/l na estrada. Números muito bons considerando o nível de performance que o Polo Comfortline entrega.

Mas é claro que o novo Polo não é imune a falhas e elas ocorrem em grande parte na parte interna do hatch.

Na versão Comfortline, que conta com elementos em plástico preto brilhante no painel, a sensação é de um carro menos espartano em relação ao que notamos no Polo 1.0 MSI (aspirado) e 1.6 MSI, que contam com cabines simples demais. No console central do Polo Comfortline a Volkswagen mantém a disposição de porta-objetos e porta-copos, porém o plástico conta com uma tonalidade mais escura, o que também colabora para melhorar um pouco a sensação de requinte no interior no Polo.

Também nos chamou a atenção o posicionamento muito peculiar do banco do passageiro. Sem qualquer opção de regulagem de altura, ele mostrou-se um pouco baixo demais, levando a alguns ocupantes de maior estatura a ficarem com os joelhos acima da linha da cintura, o que não é uma posição ergonomicamente muito favorável.

Em termos de espaço interno o Polo acomoda muito bem 4 adultos, sendo que o túnel central traseiro um pouco saliente demais torna menos favorável levar três pessoas no banco traseiro, porém em termos de sensação de espaço o Polo está na média dos rivais. O porta-malas de 300 litros também segue a mesma lógica, se equiparando em termos de volume com o Fiat Argo e o Hyundai HB20. Modelos como o Polo não são exatamente o que podemos classificar de familiares, mas dão conta das necessidades de um casal ou um casal com filho pequeno sem passar aperto.

É muito provável que após a estreia do sedã Virtus, esse sim de apelo altamente familiar com uma cabine mais espaçosa e um amplo porta-malas de 521 litros, a Volkswagen lance uma nova opção do Polo casando o motor 1.6 16V com o câmbio automático de 6 marchas, versão essa que deverá custar na faixa de R$ 60.000. Em nossa opinião, contudo, por tudo o que entrega em termos de eficiência, vale a pena investir seu dinheiro na versão Comfortline 200 TSI. Ela é a mais equilibrada do ponto de vista do custo-benefício e lhe entregará um hatch compacto com um ótimo conjunto.

 
 
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
Volkswagen Polo 2018
Volkswagen Polo 2018
 
 

Ficha técnica

Volkswagen Polo 2018 Comfortline 1.0 12V flex automático 4p
Preço R$ 65.190 (01/2018)
Categoria Hatch compacto
Vendas em 2017 9.522 unidades
Motor 3 cilindros, 999 cm³
Potência 116 cv a 5500 rpm (gasolina)
Torque 20,4 kgfm a 2000 rpm
Dimensões Comprimento 4,057 m, largura 1,751 m, altura 1,468 m, entreeixos 2,565 m
Peso em ordem de marcha 1147 kg
Tanque de combustível 52 litros
Porta-malas 300 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |

Veja mais notícias da marca