Prevista para 2024: nova geração da Toyota Hilux poderá ganhar motor V6 turbodiesel

Picape, que seguirá fabricada na Argentina, também deve oferecer uma opção híbrida
Detalhe da Toyota Hilux vendida na Europa

Detalhe da Toyota Hilux vendida na Europa | Imagem: Divulgação

No início do mês, surgiram os primeiros rumores de que a nova geração da Toyota Hilux poderia receber uma versão híbrida a ser construída na Argentina. No entanto, os planos da marca japonesa para o país vizinho poderão ser mais extensos. Novas informações surgiram e apontam que a montadora estaria de olho no público da Amarok V6.

Dados obtidos pelo site australiano Motoring apontaram que a Toyota de lá também estaria trabalhando em um novo propulsor V6 turbodiesel. Ele será o mesmo 3.3 V6 que estreará na nova geração do Land Cruiser, podendo entregar 310 cv e cerca de 70 kgfm de torque. A ideia seria diluir os custos de desenvolvimento do propulsor utilizando-o em mais modelos.

O que se sabe até agora da nova geração da Toyota Hilux é que a novidade deverá ainda compartilhar muitos componentes com a próxima Tacoma, picape média oferecida exclusivamente no mercado norte-americano. Outra informação obtida pelos australianos é que a montadora oferecerá o novo V6 com uma ou duas turbinas. Na segunda opção, os números de performance poderiam chegar a 350 cv e mais de 75 kgfm.

Em um primeiro momento, essa configuração mais potente estaria reservada à versão esportiva Gazoo Racing do novo Toyota Land Cruiser, mas nada impede a marca de oferecê-lo na Hilux também. A nova geração da picape está programada para estrear em 2024. Até lá, a marca está para trás na “corrida” por potência do segmento, onde hoje reina a VW Amarok V6 turbodiesel, de 258 cv. A próxima geração da Ford Ranger também estaria para receber um 3.0 V6 turbo a gasolina de 405 cv.

Toyota Hilux 2021
Toyota Hilux 2021
Imagem: Divulgação