VW Amarok recebe pneus gigantes para encarar a neve

Camionetes percorrem 16 mil km na Rússia em temperaturas de até 50 graus negativos

Expedição serviu para divulgar os Jogos Olímpicos de Inverno | Imagem: Divulgação

Lobo. Este é o significado da palavra Amarok na língua Inuit, a nação indígena esquimó que habita regiões como o norte da Rússia. E, como um "canis lupus" voltando às origens, a Amarok calçou grossos pneus para o frio extremo e rumou por 16 mil km em direção ao frio do Ártico.

A expedição da Volkswagen acontece para divulgar os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, evento que é inaugurado nesta sexta-feira (07) no mais extenso país do mundo. A jornada passou por regiões remotas, sendo boa parte do tempo em trechos com muita neve e sem nenhuma estrada.

Para encarar tais desafios, a Volkswagen preparou cada uma das camionetes com enormes pneus capazes de enfrentar temperaturas de até 50 graus negativos, além de novas suspensões especiais, equipamentos de navegação aperfeiçoados e gaiola de proteção. Segundo o grupo, os motores quase não foram modificados, afinal velocidade não era o ponto principal, e sim a durabilidade do conjunto.

Veja também: LR mostra seus primeiros SUVs híbridos

A viagem, que durou 66 dias, entrou para o Guiness, o livro dos recordes, como a maior travessia fora de estrada dentro de um só país. A jornada contou com a participação de nove pilotos, três Volkswagen Amarok e mais alguns veículos de apoio, e todos chegaram com sucesso á cidade de Petropavlovsk- Kamchatsky, na província de Kamchatka.
 
Para completar, a Volkswagen lançou no mercado russo uma versão especial do modelo, chamada de Amarok Sochi Special Edition. Mas, ao contrário dos veículos da expedição, os Sochi Edition infelizmente calçam pneus de 18 polegadas comuns.