VW apresenta o facelift para a gama Tiguan; SUV ganha versão esportiva com 320 cv

Com discreta atualização em especial na dianteira, SUV traz avanços no pacote de tecnologia
Acima o novo Volkswagen Tiguan R voltado ao mercado europeu

Acima o novo Volkswagen Tiguan R voltado ao mercado europeu | Imagem: Divulgação

Com a estreia prevista para quarta-feira na Europa, a filial norte-americana da Volkswagen não perdeu tempo e já revelou na noite desta terça-feira o facelift para a gama Tiguan.

Segundo o comunicado da empresa nos EUA, por lá o Tiguan com a atualização visual será lançado no terceiro trimestre de 2021 como linha 2022. É muito provável que o Tiguan Allspace atualizado também chegue ao Brasil na mesma época, já que a fábrica da VW em Puebla, no México, é a única a abastecer as Américas. O Tiguan com entre-eixos convencional, por sua vez, deve chegar em breve aos mercados europeus. Aqui no Brasil, apenas a variante com entre-eixos alongado e capacidade para 5 ou 7 passageiros é comercializada.

Como é possível notar pelas imagens, a atualização estética do novo Tiguan concentra-se na dianteira. A grade frontal foi revista, bem como os faróis com sistema de iluminação full-LED (de série nos EUA) contam com design exclusivo. O para-choque frontal também tornou-se bem mais arrojado e esportivo, ganhando um bom destaque na parte frontal do SUV médio.

Novo Volkswagen Tiguan R
Novo Volkswagen Tiguan R
Imagem: Divulgação

Na parte traseira, por sua vez, as novidades limitam-se a um novo posicionamento do nome do veículo, agora na parte inferior do logotipo da marca, bem como a identificação “4Motion” para as versões dotadas de tração integral também foi reformulada. A Volkswagen destaca que o Tiguan também contará com um sistema revisto para a abertura hands-free do porta-malas, aplicado nas configurações intermediárias do SUV que contam com o mecanismo elétrico para movimentar a tampa do compartimento. Concluindo o pacote de atualizações visuais, a VW também preparou novos padrões visuais para as rodas de liga leve, como tradicionalmente ocorre em um facelift de meio-ciclo.

Na parte interna, o Tiguan atualizado contará como principais novidades o volante com comandos multifuncionais sensíveis ao toque e deslizantes, ar-condicionado automático digital touchscreen, portas USB-C para conectar com dispositivos móveis mais modernos, entre outros recursos. O modelo também contará com a central multimídia MIB3, a mais avançada da marca em mercados como Europa e EUA. O painel digital (Volkswagen Digital Cockpit) será um recurso de série a partir do Tiguan 2022. Segundo a fabricante informou nos EUA, as versões de entrada do SUV contarão com uma tela de 8” cumprindo a função do painel de instrumentos, enquanto versões topo de linha contarão com tela de 10,25”. Completando o conjunto, o novo Tiguan receberá nos catálogos superiores sistema de som projetado pela Fender com 480W de potência.

Novo Volkswagen Tiguan R
Novo Volkswagen Tiguan R
Imagem: Divulgação

Um avanço relevante na família Tiguan será a presença do Travel Assist. Recurso hoje presente em modelos premium, a tecnologia conjuga o piloto automático adaptativo (ACC), com o controle também da direção do veículo em determinadas situações, como rodovias com boa sinalização. Vale a pena destacar que o ACC presente no novo Tiguan é o mais avançado usado até o momento pela marca, chamado de Predictive ACC, sendo capaz de ler e interpretar placas de velocidade, adaptando o limite do carro automaticamente, bem como reconhecer limites urbanos, cruzamentos e rotatórias. Para tanto, o Predictive ACC trabalha em conjunto com uma câmera e dados do GPS veicular.

Modelo que está colecionando ótimos números de aceitação, o Tiguan considerando todas as suas carrocerias e versões, foi o modelo mais vendido não só da marca Volkswagen bem como no conglomerado como um todo, somando em 2019, mais de 910 mil unidades produzidas. Primeiro SUV compacto da marca, o Tiguan foi revelado ao mundo em 2007. Conquistando boa participação em vendas no continente europeu, a segunda e atual geração do SUV foi lançada na Europa em 2016, com a variante Allspace ou XL dependendo do mercado, estreando no ano seguinte. Segundo a VW, atualmente a carroceria de entre-eixos alongado como a comercializada no Brasil responde por cerca de 55% da procura global pelo utilitário esportivo de médio porte.

Novo Volkswagen Tiguan R
Novo Volkswagen Tiguan R
Imagem: Divulgação

Na parte mecânica, o novo Tiguan/Tiguan Allspace contará com uma opção híbrida plug-in chamada eHybrid de concepção bastante interessante. Ela agrupa o motor 1.4 TSI com um propulsor elétrico e uma bateria de 13 kWh para entregar uma autonomia em modo 100% elétrico na casa de 50 km. A potência do conjunto será de 245 cv, o que sinaliza para um bom desempenho.

Para quem deseja uma performance extrema, um dos grandes destaques fica por conta do Tiguan R, que será a variante mais esportiva do SUV. Baseada no motor 2.0 TSI, o Tiguan R contará com animadores 320 cv e tração integral. 

O processo de “sofisticação” do Tiguan é mais do que natural e esperado. Aqui no Brasil e região, por exemplo, a fabricante alemã prepara a estreia do SUV médio derivado do projeto Tarek. Produzido na Argentina, ele terá porte superior em relação ao T-Cross/Nivus e preço mirando nas versões flex do Jeep Compass. Portanto, o Tiguan Allspace deverá ser reposicionado em nosso país para uma faixa de preço superior, abrindo espaço para um modelo entre ele e os demais SUVs compactos da marca.

Novo Volkswagen Tiguan R
Novo Volkswagen Tiguan R
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!