VW Golf elétrico ficará mais tempo na geração antiga

Após apresentar a oitava geração do hatch, marca alemã deve estender a vida da sétima na versão elétrica do modelo
Volkswagen e-Golf 2017

Volkswagen e-Golf 2017 | Imagem: Divulgação

A Volkswagen deu início às vendas da oitava geração do Golf na Europa ainda no final de 2019. Neste primeiro momento, a marca vem comercializando quatro configurações com motores 1.5 turbo a gasolina ou 2.0 turbodiesel. Em fevereiro, apresentou os modelos GTI, GTD e GTE. Respectivamente, a gasolina, a diesel e híbrido. No entanto, ainda não havia notícias da versão elétrica, chamada de e-Golf.

O plano inicial da marca seria de já introduzir o ID.3, modelo da nova família de elétricos da Volkswagen, no lugar do Golf elétrico. No entanto, segundo o site Electrek, a novidade vem sofrendo com problemas de programação de software, o que estaria atrasando o início das vendas desse novo ID.3.

De acordo com a publicação, documentos internos da Volkswagen foram vazados e informavam de uma decisão para solucionar essa questão, ao passo que a marca ainda precisa atender a rígidos controles de emissão de poluentes de sua linha. Ao invés de apressar o lançamento do ID.3 ou adaptar a oitava geração do Golf para acomodar um conjunto 100% elétrico, a montadora teria decidido por manter o e-Golf de sétima geração mais tempo em produção.

Assim, o e-Golf antigo, que já tinha sido descontinuado em alguns mercados europeus, ressurgirá como opção elétrica da marca, que ainda oferece uma variante do up! movida a baterias na Europa. Com essa nova resolução, a produção do e-Golf de sétima geração deve continuar até setembro de 2020, enquanto os pedidos poderão ser feitos até outubro e as entregas estão programadas para até novembro.

Com a carroceria de sétima geração, o VW e-Golf europeu conta com um motor elétrico de 136 cv de potência e 29,5 kgfm de torque. Ele acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos, tendo velocidade máxima limitada a 150 km/h. A autonomia declarada pela VW para o e-Golf na Europa é de 231 km/h.

Em dezembro, o Volkswagen e-Golf comemorou 100.00 unidades produzidas e o modelo ainda tinha boa aceitação no mercado. Ele vendeu 3.695 unidades no Velho Continente durante o mês de fevereiro, contra 3.481 unidades do Tesla Model 3, o carro mais barato da marca norte-americana. O líder entre os elétricos vendidos na Europa em fevereiro foi o Renault ZOE, com 6.391 unidades.

Volkswagen e-Golf 2017
Volkswagen e-Golf 2017
Imagem: Divulgação