50 anos do Golf: veja a história de um dos clássicos mais icônicos da Volkswagen

Hatch foi lançado em 1974 na Alemanha, mas no Brasil só chegou 20 anos depois e mais tarde nacionalizado
VW Golf

VW Golf | Imagem: Divulgação

Há 50 anos, estava saindo da linha de montagem de Wolfsburg, Alemanha, o primeiro Golf, um hatch que tinha como missão “aposentar” o Fusca, outro grande sucesso da Volkswagen.

VEJA TAMBÉM:

Seguindo a nova tendência, o novo carro seguia o conceito do Passat, lançado um ano antes (1973), que motor refrigerado à água, tração dianteira, além da moderna suspensão traseira por eixo de torção.

O “mestre de obras” deste projeto era ninguém mais que o designer italiano Giorgetto Giugiaro, responsável por assinar alguns dos mais importantes projetos da Alfa Romeo e da Ferrari. 

Com linhas angulosas e inconfundíveis como os traços destacados pela característica coluna C mais larga, rapidamente o Golf se tornou um sucesso de vendas.

De acordo com a VW, o primeiro milhão de unidades foi vendido já dois anos após o seu lançamento, em 1976. Atualmente o hatch está em sua oitava geração e, desde então, já são mais de 37 milhões de veículos produzidos. 

Primeira geração: 1974

Volkswagen Golf
Volkswagen Golf a primeira geração era considerado o substituto do Fusca na Europa
Imagem: Divulgação

Foi nesse ano que a marca apostou na versão de maior sucesso do Golf, a GTI, lançada com motor 1.6 com injeção e 110 cv. Versões a diesel e conversível também foram oferecidas. Entre 1984 e 2009, o modelo chegou a ser fabricado também na África do Sul.

Custando ao preço de 13.850 marcos alemães, o plano inicial era fabricar 5.000 unidades do Golf GTI Mk1 para recuperar o custo de desenvolvimento e o investimento em equipamentos de produção, mas o sucesso foi tanto, que acabaram resultando em 461.690 unidades findando o primeiro capítulo dessa história.

Segunda geração: 1982

Volkswagen Golf
Volkswagen Golf manteve visual parecido com a da primeira geração e recebeu apenas atualizações
Imagem: Divulgação

Com maior espaço interno, essa geração ganhou pela primeira vez freios antitravamento ABS, direção assistida e tração integral. No entanto, o modelo manteve alguns elementos específicos da GTI como a faixa vermelha na grelha do radiador e os bancos desportivos xadrez.

Em 1984, a potência do veículo caiu de 112 cv para 107 cv como resultado da introdução do conversor catalítico. Porém, após dois anos, a Volkswagen compensou a perda de potência com um novo motor de 16V gerando 129 cv incluindo conversor catalítico, que quase igualou a agilidade do GTI original (139 CV sem conversor catalítico). Em 1990, o supercharger G-Lader do Golf GTI G60 aumentou sua potência para 160 cv.

Terceira geração: 1991

Volkswagen Golf
Volkswagen Golf da terceira geração ficou maior e com mais equipamentos de segurança
Imagem: Divulgação

Foi a partir dessa safra que o Golf estreava o motor de seis cilindros, algo inédito para o segmento. Batizado de VR6, esta unidade de 2,8 litros rende 174 cv e se tornou um dos objetos de colecionadores mais disputados. Foi a partir dessa geração também que o público veria as bolsas infláveis frontais e, mais tarde, laterais, além de outras novidades como motor a diesel com injeção direta e freios ABS de série em 1996.

Essa linhagem também ficou conhecida por ser a primeira a ser importada do México e da Alemanha para o Brasil no ano de 1994. Por aqui, chegaria inicialmente GTI só com duas portas e mais tarde veio a espartana GL com motor 1.8 com injeção monoponto e 90 cv e a intermediária GLX com o mesmo propulsor da GTI (2.0 de 114 cv), ambas oferecidas somente com quatro portas.

Quarta geração: 1997

Volkswagen Golf
Volkswagen Golf manteve a coluna traseira larga, uma das suas principais caraterísticas quando o assunto é design
Imagem: Divulgação

O Golf Mk4 foi introduzido em 1997, que além da configuração sedã (VW Bora ou, na América do Norte, novamente VW Jetta), lançada em 1998, em 1999, pela primeira vez chegava a perua Golf (Variant). Como não poderia faltar, havia a conversível também, presente desde a primeira geração em várias configurações e vendida em várias versões conforme o mercado.

No Brasil, o modelo foi importado da Alemanha em 1998, em apenas três versões: 1.6 equipado com motor SR de 101 cv, 2.0 com 116 cv e a GTI com motor turbo 1.8 20V de 150 cv, todas só com quatro portas. A esportiva saiu de linha em 2009.

Na Europa e EUA, novos modelos de alto desempenho incluíam o Golf "R32" com tração nas quatro rodas e motor VR6 de 3,2 litros lançado em 2002. 

Curiosamente, enquanto outros mercados receberam a sexta geração, por aqui, nos contentamos com um facelift (Mk4.5) adotado em 2007 e que foi estendido até 2013.

Quinta geração: 2003

Volkswagen Golf
Volkswagen Golf recebeu importantes reforços estruturais e sua fabricação passou a ficar mais cara
Imagem: Divulgação

Na Europa, o Golf seguia totalmente renovado e com novas tecnologias e recursos que deram ao famoso hatch mais segurança e agilidade. Entre eles, podemos destacar a adoção de suspensão traseira independente multibraço, câmbio de dupla embreagem DSG de sete velocidades, motor turbo com injeção direta e 200 cv no GTI, turbo e compressor associados no Twincharger, entre outras melhorias.

Sexta geração: 2008

Volkswagen Golf
Volkswagen Golf é apenas uma atualização da quinta, que teve um considerável aumento de custo
Imagem: Divulgação

A sexta geração foi uma reestilização tendo como base a mesma plataforma PQ35 do modelo da quinta geração.

Dependendo do mercado, o hatch ganhou novos recursos como bolsa inflável para os joelhos do motorista, assistente de estacionamento e controle eletrônico de amortecedores e motores diesel turboalimentados com injeção direta common rail no lugar do antigo recurso de unidade injetora Pumpe Düse (PD).

Outra grande novidade foi o sistema Volkswagen Adaptive Chassis Control opcional (não disponível no mercado norte-americano), que permite ao motorista selecionar entre os modos normal, conforto e esportivo, que mudava a altura da suspensão, endurecimento da direção, e comportamento do acelerador de acordo com a necessidade e gosto do motorista.

Sétima geração: 2012

Volkswagen Golf
Volkswagen Golf foi fabricada no Brasil e a última que vendida no país, onde o Polo, Nivus e T-Cross tomaram conta 
Imagem: Divulgação

Estreado em setembro de 2012 no Salão Automóvel de Paris, o Golf dessa geração foi totalmente reformulado incluindo a nova plataforma modular denominada de MQB  a qual possibilitou construir outros modelos de tamanhos e segmentos diferentes do grupo VW.

Entre outras melhorias, o hatch recebeu novos motores turbos como o 1.4 de 140 cv e o 2.0 de 220 cv reservado para a GTI, variantes que foram importadas da Alemanha para o Brasil. Em outros países, os mais afoitos poderiam encomendar a topo de linha R equipada com propulsor também turbinado, mas com potência de 300 cv. Versões elétrica e híbrida também compõem a linha. No Brasil, em especial, chegou do México, pela primeira vez, o Golf Variant que substituiu a Jetta Variant em 2015, equipada só com motor turbo 1.4 de 140 cv que mais tarde ganhou motor flex que deu mais 10 cv ao modelo e câmbio DSG de sete velocidades.

Oitava geração: 2020

Volkswagen Golf
Volkswagen Golf vai receber a última atualização em 2024 que será último ano de fabricação do modelo a combustão
Imagem: Divulgação

Enquanto toda a linha Golf deixou de ser importada para o Brasil, incluindo a híbrida GTE, em 2020 o veículo deu continuidade a sua trajetória.

A plataforma continuava a modular MQB, porém atualizada e pronta para montar as opções de motores compactos a gasolina, diesel e híbridos.  O hatchback era a única opção disponível e até nos mercados mais diversificados, as opções de duas portas não eram mais aceitas, devido às vendas fracas.

Além de novos sistemas tecnológicos adotados como display do motorista totalmente digital e painel de controle digital, a linha recebeu recursos avançados de segurança disponíveis, como assistência de viagem, Car2X e função de frenagem para veículo em sentido contrário, sendo os dois últimos os primeiros a serem usados em um modelo de produção da Volkswagen.

No conjunto motriz, agora havia três motores híbridos moderados ETSI e dois híbridos híbridos plug-in, além das opções existentes de gasolina TSI, diesel TDI e gás natural comprimido (GNC) TGI. Na ala dos esportivos, a linha foi complementada pelos GTE, GTI, GTD e Golf R. Já o 100% elétrico e-Golf oferecido anteriormente na sétima geração foi substituído pelo ID.3.

Siga o AUTOO nas redes: Instagram | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

VW Golf

VW Golf

Volkswagen e-Golf 2017

Volkswagen e-Golf 2017

Volkswagen e-Golf 2017

Volkswagen e-Golf 2017

Volkswagen e-Golf 2017

Volkswagen e-Golf 2017

Último e-Golf é fabricado em Dresden, na Alemanha, e encerra o ciclo da sétima geração

Último e-Golf é fabricado em Dresden, na Alemanha, e encerra o ciclo da sétima geração

Volkswagen Golf GTI (1ª geração)

Volkswagen Golf GTI (1ª geração)

Volkswagen Golf GTI (1ª geração)

Volkswagen Golf GTI (1ª geração)

Volkswagen Golf GTI (3ª geração)

Volkswagen Golf GTI (3ª geração)

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Recomendados por AUTOO

Youtube
Nova Chevrolet Spin 2025

Nova Chevrolet Spin 2025

Minivan renovada quer fazer frente aos quase SUVs do mercado
Aviação
Argentina terá caças F-16

Argentina terá caças F-16

Jato supersônico é rival do Saab Gripen, da Força Aérea Brasileira. Veja quantos aviões nossos vizinhos compraram
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!