Até a Smart resolveu lançar seu primeiro SUV

Marca ligada à Daimler e voltada a veículos urbanos minúsculos revelou os primeiros detalhes do futuro utilitário esportivo que será apresentado no Salão de Munique
O inédito Smart SUV: plataforma da sócia Geely

O inédito Smart SUV: plataforma da sócia Geely | Imagem: Divulgação

Os utilitários esportivos estão chegando aos limites do “território automobilístico” após romperem tradições em marcas de luxo como Lamborghini, Maserati e Ferrari. A mais nova montadora a aderir aos SUVS é a Smart, marca de diminutos carros urbanos.

Associada à Daimler, dona da Mercedes, a Smart revelou nesta quarta-feira, 19, os primeiros traços do inédito SUV que será apresentado no Salão de Munique, vulgo IAA Mobility 2021, que está marcado para setembro e substituirá o antigo Salão de Frankfurt.

As primeiras informações foram compartilhadas pelo vice-presidente global de vendas da empresa, Daniel Lescow, que afirmou que o veículo “é um verdadeiro SUV inteligente que incorpora tudo o que a marca representa - design progressivo, inovação, alta tecnologia e, claro, direção elétrica a bateria. Mais importante ainda, possuirá a ‘mais inteligente’ de todas as características - supercompacto por fora e grande por dentro”.

Apesar disso, segundo rumores, o modelo ainda sem nome conhecido deverá ser tão grande quanto o Mini Countryman. Os desenhos e imagens do SUV anteveem que ele manterá o reconhecido estilo da marca, mas não há dúvida que a ligação com o pioneiro ForTwo será mínima.

O Smart SUV deve estrear em 2022
O Smart SUV deve estrear em 2022
Imagem: Divulgação

Depois que passou a vender apenas modelos elétricos em 2019, a Smart certamente fará do SUV mais um veículo movido a bateria apenas. Em janeiro do ano passado, a Daimler fechou uma parceria com a chinesa Geely para renovar sua linha e ampliar seu mercado.

Isso significa que o SUV pode aproveitar a plataforma desenvolvida pela empresa para ser usada em suas marcas como a Zeekr e a Volvo. A arquitetura modular permite até três motores elétricos e autonomia de 430 km.

O novo Smart deverá ser produzido na China a partir de 2022, mas os mercados onde será vendido ainda são um mistério. Além da própria China e da Europa, resta saber se a marca voltará a atuar em mais países já que o SUV certamente terá uma demanda melhor que seus modelos de dois lugares.

No Brasil, onde a Smart teve uma atuação bastante modesta, os carrinhos saíram de cena em 2013. Quem sabe o utilitário esportivo não faz renascer o interesse pela marca por aqui.

Detalhe da coluna C do primeiro SUV da Smart
Detalhe da coluna C do primeiro SUV da Smart
Imagem: Divulgação