Conhecida pelo estilo um tanto exótico e por sua relação com universos como o das artes e da moda, a Citroën planeja uma mudança de direção nos próximos anos. Relegada ao segundo plano no Brasil desde que a Peugeot passou a concentrar os principais investimentos da PSA, agora o grupo francês voltará a focar na marca dos dois chevrons.

A primeira grande novidade que chegará ao mercado brasileiro é o C4 Cactus, um SUV de linhas ousadas e que está prestes a ser produzido na região. Aqui ele ocupará uma faixa de preços entre R$ 80 mil ou R$ 90 mil até mais de R$ 100 mil e por isso deve ser equipado com o elogiado motor 1.6 THP, com injeção direta e turbo, além de ser equipado apenas com transmissão automática. Ou seja, vai brigar na seara do Honda HR-V, Hyundai Creta e Jeep Renegade e até beliscar alguma clientela do Jeep Compass de entrada.

Se acertarmos nessa estratégia, fará todo sentido trazer para o Brasil o novo C3 Aircross vendido na Europa. Um indício forte que o modelo será nacionalizado é o fato de a PSA ter registrado sua patente em janeiro, conforme revela um documento do INPI, instituto responsável por registrar esses dados.

Para quem não conhece, o novo Aircross deixou aquele jeitão de minivan aventureira para ganhar uma carroceria com traços de utilitário esportivo. Com capô mais alto e estilo mais encorpado, o modelo pode fazer o papel de SUV de entrada da marca, com valor entre R$ 60 mil e R$ 80 mil.

Mecânica semelhante

Claro que a versão nacional deve perder muitos detalhes comparada à europeia. A própria imagen do INPI revela que o futuro Aircross brasileiro terá elementos mais simples na carroceria. Por isso é melhor não esperar pelo belo painel que vemos no carro francês que traz até HUD, o visor ao nível dos olhos, mas é factível pensar na enorme central multimídia ou no acabamento interno em duas cores.

A parte mecânica não deve receber grandes novidades e permanecer com o motor 1.6 aspirado e opção de transmissão manual e automática de seis velocidades. Não é otimismo em excesso pensar que o novo Aircross esteja no Salão do Automóvel em novembro. Até lá, espera-se que a Citroën volte a ter um papel mais relevante no país.

Veja também: C4 Cactus é atualizado na Europa

 
 
Imagem do novo C3 Aircross publicada em documento de patentes do INPI
 
Imagem do novo C3 Aircross publicada em documento de patentes do INPI
Imagem do novo C3 Aircross publicada em documento de patentes do INPI
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C4 Cactus 2018
 
Citroën C4 Cactus 2018
Citroën C4 Cactus 2018
 
 
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/