Como nova proposta, sucessor do Ford Fusion deve estrear em 2021

Novidade manterá apenas o nome; desenvolvimento usa station como base na Europa
Acima projeção da revista inglesa Autocar sobre o que podemos esperar para a nova geração do Ford Fusion/Mondeo

Acima projeção da revista inglesa Autocar sobre o que podemos esperar para a nova geração do Ford Fusion/Mondeo | Imagem: Autocar

abordamos em outras notícias aqui no Autoo que a Ford promoverá uma profunda alteração na linha Fusion (também conhecido como Mondeo no mercado europeu), alterando completamente sua proposta. Deixa de existir o sedan médio-grande para nossos padrões e entrará em seu lugar um inédito crossover, que, segundo alguns rumores da imprensa especializada global, deverá se espelhar em carros como o Subaru Outback, modelo que obtém um inegável sucesso comercial nos EUA.

Segundo informações obtidas pela britânica Autocar, a previsão é que a próxima geração do Fusion/Mondeo seja finalmente conhecida em 2021, chegando ao mercado como linha 2022.

A publicação europeia relata que alguns documentos começaram a surgir em sites elencando os futuros equipamentos de manutenção que os reparadores precisarão contar para realizar consertos na novidade. Nesses documentos, está clara a referência ao “2022 model year Mondeo” acompanhada pelo código CD542, designação de projeto semelhante ao que a Ford iria utilizar para a próxima geração do Fusion norte-americano (CD542N).

O fato da Ford utilizar na Europa um Focus Active, station wagon de médio porte, como base para o desenvolvimento do novo crossover sucessor de Mondeo e Fusion nos sinaliza claramente que o modelo deverá adotar traços e proposta semelhantes aos do Subaru Outback.

A ideia da Ford, com isso, seria mesclar a maior altura em relação ao solo de um crossover/SUV, mas sem perder o cuidado com a dinâmica observado em um sedan, algo que certamente é valorizado pelos donos atuais de um Fusion. O modelo deverá oferecer uma cabine espaçosa e bom porta-malas, porém, como não será tão alto como um SUV propriamente dito, é esperado um conjunto mais leve e eficiente na comparação com um utilitário esportivo. Opções eletrificadas, como a híbrida plug-in, são dadas como certas para o crossover.  

Aqui no Brasil, o Fusion, que já fez muito sucesso na categoria ao oferecer um custo-benefício muito favorável graças à procedência mexicana, registra números de venda cada vez menores. Apesar da Ford negar e o modelo ainda figurar no site comercial da fabricante, o mercado já dá como certo o fim da importação do Fusion ao país, restando apenas algumas unidades 0 km em determinados concessionários. Ainda permanece uma incógnita se o futuro crossover chegará ao Brasil, uma vez que, na segmentação de mercado do Fusion, a migração dos consumidores para SUVs propriamente ditos foi muito relevante. Vamos acompanhar.

Ford Fusion 2019
Ford Fusion 2019
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!