Confira 10 fatos curiosos sobre a Chevrolet Spin 2025, desde o seu projeto original

Minivan estreou no Brasil em 2012. E até a chegada do C3 Aircross, era a única opção mais em conta com 7 lugares
Chevrolet Spin 2024 passa a ter frente redesenhada, com visual mais moderno e de acordo com lançamentos mais recentes da marca

Chevrolet Spin 2024 passa a ter frente redesenhada, com visual mais moderno e de acordo com lançamentos mais recentes da marca | Imagem: Divulgação

Prevista para ser lançada no final de março, a Chevrolet Spin é a nova aposta da fabricante para os rivais Renault Duster e o recém-lançado Citroën C3 Aircross.

VEJA TAMBÉM:

As mudanças se concentraram mais no conjunto frontal seguindo o linguagem de design dos  lançamentos mais recentes da marca. Além disso, o carro vai ganhar tela panorâmica no painel, que inclui a do cluster que se une a do sistema multimídia, como  na picape Montana. O novo modelo deverá ser lançado até o final de março e enquanto esperamos por isso, confira a seguir 10 fatos curiosos da minivan da Chevrolet.

Nome

O nome Spin que significa rodar ou virar, em inglês só foi revelado na primeira quinzena de 2012, a poucos dias antes do lançamento oficial da então única minivan brasileira a comportar sete pessoas e que foi, por muitos anos, a única com esta configuração abaixo de R$ 200 mil. 

Mudança de postos

Com a nova mudança mais concentrada na parte frontal com visual parecido com o do Tracker, a Chevrolet parece que quer se distanciar do termo minivan, a qual era conhecida, e adotar o termo crossover. Com essa “estratégia”, o modelo se iguala aos rivais diretos Citroën C3 Aircross e Renault Duster. A tese fica mais evidente depois que vemos o tratamento da marca com o seu novo veículo como “o Spin”, “Novo Spin”, o “crossover” e por aí vai.

Concorrente

Com a chegada do C3 Aircross no final de 2023, a minivan da Chevrolet perde o posto de ser a única e mais barata opção com sete lugares, pois ao contrário da Spin, o modelo da marca francesa desde as versões mais simples já trazem os dois banquinhos extras no porta-malas.

Apelido

Diante do visual controverso da versão original, de 2012, os primeiros modelos da Spin nunca despertaram paixões como a extinta Zafira, apesar da versatilidade. Com isso, os brasileiros não pouparam esforços para chamá-la do polêmico apelido de "capivara". Basta reparar bem na frente da minivan e ver que há certa semelhança com o animal.

Versatilidade

Bastante democrática, a minivan é vista facilmente como frota viatura policial e taxista, sendo que alguns deles, chegaram a transformá-la em táxi para pessoas com mobilidade reduzida como cadeirantes, por exemplo.

Projeto

Feito sobre a mesma plataforma GSV (Global Small Vehicles), a Spin substituiu numa tacada só as minivans Meriva - originada do Corsa B - que só oferecia capacidade para cinco pessoas e a Zafira (com base no Astra), um pouco maior e com sete lugares. Assim, a Spin foi lançada em 2012, em duas versões: a de entrada LT, com cinco lugares, e a topo de linha LTZ, com sete.

Equipamentos

A Spin 2025 contará com nova central multimídia Chevrolet MyLink de 11 polegadas integrada ao quadro de instrumentos 100% digital que permite escolher rotas, fazer downloads de aplicativos, acessar músicas por comando de voz, entre outros recursos. Com isso, a Spin será o primeiro carro da marca no Brasil com painel totalmente digital. Além disso, o veículo conta com faróis Full LED.

Motor

Apesar das mudanças na lista de equipamentos e visual externo, a Spin continuará a adotar o mesmo motor 1.8 aspirado, capaz de desenvolver a potência 111 cv quando abastecido com etanol e 106 cv se colocada a gasolina e torque de 17,7 kgfm com o combustível vegetal e 16,8 kgfm com o fóssil. O câmbio também segue o mesmo, câmbio manual ou automático, ambos com seis velocidades.

Investimento

A Chevrolet Spin faz parte do projeto anunciado pela GM cujo investimento de R$ 7 bilhões tem como propósito atualizar todos os veículos vendidos no Brasil. A minivan é o primeiro carro a sair do cronograma da empresa que ainda vai importar os novos Blazer EV e Equinox EV, ambos eletrificados. 

Preço

Apesar de ainda não ter sido revelado, os preços devem ficar um pouco acima dos atuais modelos. Ou seja, entre R$ 110 mil e R$ 140 mil. 

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

Fernando Garcia

Especialista em análises do mercado de veículos usados, Fernando Garcia tem passagens por revistas automobilísticas e no AUTOO traz vários artigos especiais com curiosidades, serviços e dicas.

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções