A Daimler, dona da marca Mercedes-Benz, anunciou hoje que adquiriu 10% das ações da empresa norte-americana Tesla. Conhecida pelos modelos esportivos movidos a energia elétrica, a marca é uma espécie de Google automobilístico. Sua sede fica em Palo Alto, na Califórnia, região conhecida pelos projetos de alta tecnologia.

Após lançar o Tesla Roadster, um pequeno esportivo elétrico, a empresa revelou o sedã executivo conhecido como Model S e precisava de investimentos para produzi-lo. Segundo o fundador da Tesla, Elon Musk, “existiam investidores dispostos a pagar mais, porém, ter a Daimler como parceira significa acesso a outros itens importantes”.

Ele se refere à fabricante chinesa de baterias Li-Tek, cujo um dos sócios é justamente a Daimler. Acredita-se também que a parceria permitirá que a Mercedes forneça componentes e até mesmo o chassi para o novo carro da Tesla. Por outro lado, a Daimler se beneficiará da experiência com carros elétricos da pequena companhia, área em que ainda não se aventurou.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/