Diesel sobe 49,7% em 15 meses e preocupa transportadores

De acordo com associação, custo do combustível onera quase 50% das operações de transporte
Combustível representa quase a metade dos custos do transporte

Combustível representa quase a metade dos custos do transporte | Imagem: Agência Brasil

Entidade que congrega quase 4.000 empresas de transporte e mais de 50 unidades patronais, a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística divulga nesta semana um posicionamento onde relata a “grave situação” pela qual o setor está enfrentando no momento.

Entre os pontos observados pela associação, destaca-se o elevado aumento do óleo diesel, que, de acordo com a entidade, subiu 49,7% nos últimos 15 meses. O combustível representa 46,08% do custo dos operadores logísticos, portanto representando um profundo impacto nas empresas.

Já os preços de caminhões e implementos rodoviários, em grande parte por conta das consequências da pandemia, subiram mais de 50%, enquanto a inflação setorial ultrapassa 30% no período em questão.

A capacidade de investimento do setor ficou substancialmente reduzida, com a elevação dos preços dos ativos e do custo de capital, já que as margens de lucro do segmento são historicamente baixas”, destaca a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística. 

Este cenário se agrava com a prática cada vez mais difundida pelos usuários de fazer ofertas de compras (BID’s) frequentes e aumentar os prazos de pagamentos, muito longos em alguns setores, enquanto os itens mais relevantes dos custos da atividade são materializados imediatamente (diesel, pedágios, mão de obra, entre outros)”, acrescenta. 

Diesel
Diesel: reajuste de quase 50% ao longo dos últimos meses
Imagem: Reprodução internet