Designer imagina releitura do Dodge Journey como um SUV

Utilitário esportivo que será lançado no México pode resgatar modelo que já foi vendido no Brasil
Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV da Dodge baseado em modelo chinês

Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV da Dodge baseado em modelo chinês | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Ele pode não ter sido um modelo muito popular nas ruas brasileiras, uma vez que estava longe de ser um veículo acessível, mas é inegável que o Dodge Journey conquistou boa reputação em nosso mercado, em especial entre quem precisava de um excelente carro familiar 7 lugares. 

Com uma longa trajetória no Brasil, o Journey foi comercializado por aqui de 2008 a 2018 e tinha como destaques a oferta do competente motor 3.6 V6 Pentastar, versões com tração integral, além de um bom nível de equipamentos.

É fato que o modelo deixou saudades em uma parcela do público que demandava um carro versátil e espaçoso, mas não queria abrir mão de bom desempenho.

Até o fim de seu ciclo nos EUA, o Dodge Journey seguiu com uma boa participação de mercado.

Uma movimentação recente da Stellantis, contudo, nos convida a ficarmos de olho no mercado mexicano dentro das próximas semanas.

O conglomerado anunciou que vai lançar por lá um novo SUV sob a marca Dodge, que, como noticiamos, é claramente uma adaptação do chinês GAC GS5.

Em um período antes de sua fusão com a PSA, a Fiat Chrysler contava com um acordo com a GAC para o compartilhamento de modelos entre as marcas, o que permitirá à Dodge rebatizar o GS5 em nossa região.

O SUV chinês destaca-se pelo porte generoso, com 4,70 m de comprimento e 1,80 m de largura, provavelmente com ótimo espaço interno para 5 passageiros.

Segundo rumores, é cogitado que a Stellantis poderia lançar o SUV no mercado mexicano com o nome Journey, resgatando a designação famosa por lá e, quem sabe, garantindo uma sobrevida à marca no amplo portfólio do conglomerado.

Dodge Hornet nos planos

Importante destacarmos que a Stellantis trabalha ainda no desenvolvimento do Dodge Hornet, que será um irmão de projeto do Alfa Romeo Tonale.

Evocando o espírito da marca norte-americana e seu vínculo com os muscle cars, a previsão é que o Dodge Hornet contará com potência na casa de 400 cv, para tanto utilizando um conjunto propulsor eletrificado.

O modelo deverá ser apresentado em 2022 e produzido na Itália, em conjunto com o SUV da Alfa Romeo.

A grande questão é que o Hornet poderá ser um modelo com preço elevado para mercados emergentes, como é o caso de México e Brasil, uma das razões pelas quais a Stellantis deverá apostar no SUV de origem chinesa como alternativa em seu portfólio.

Usando como referência modelos recentes da Dodge, o designer Kleber Silva preparou duas projeções imaginando como poderá ser o futuro SUV derivado do GAC GS5 com a identidade Dodge.

É fato que a novidade deverá adotar um visual muito mais esportivo e seria um complemento interessante no portfólio da Dodge na América do Norte, hoje baseado somente no Charger, Challenger e no SUV de grande porte Durango.

Considerando que, aqui no Brasil, a Stellantis já atua de forma robusta no segmento de SUVs, com destaque para o Jeep Compass no segmento de médio porte, um modelo como a eventual releitura do Dodge Journey precisaria entregar uma proposta muito singular para justificar sua importação.

Além disso, a Fiat também prepara, por meio de seu futuro projeto 376, uma interessante investida no segmento de SUVs com apelo cupê, que promete ser uma tacada certeira no segmento.

De qualquer forma, como a indústria automotiva é amplamente globalizada, é sempre válido ficarmos atentos a todos os projetos e iniciativas que surgem ao redor do mundo, sobretudo envolvendo países de perfil socioeconômico semelhante ao Brasil, como é caso do México.

E você, gostaria de ver novamente o Dodge Journey por aqui?

Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV da Dodge baseado em modelo chinês
Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV da Dodge baseado em modelo chinês
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG