Em vez de nova geração, Peugeot 308 e 408 ganharão retoque visual

Modelos franceses renovados foram flagrados na Argentina e marcarão presença no Salão de São Paulo

Peugeot 308 e 408 rodando em testes na Argentina | Imagem: Argentina Autoblog

Não será agora que a nova geração do Peugeot 308 chegará no mercado brasileiro. A montadora francesa prepara para o hatch médio - e também para o sedã médio 408 - pequenas mudanças no visual e no acabamento interno, como novidades para a linha 2015. Ambos os modelos foram flagrados rodando em testes com camuflagem escondendo suas novas linhas na Argentina, pelo site Argentina Autoblog.

Como dá para notar, os exemplares dos modelos da Peugeot flagrados possuíam camuflagem em todo o conjunto frontal da carroceria e na traseira. Ao que tudo indica, o 308 e o 408 ganharão faróis redesenhados, capô com novos vincos, grade ostentando o emblema do leão da fabricante francesa – atualmente, ele se posiciona no capô –, para-choques redesenhados, novas rodas de liga-leve e lanternas com iluminação em LEDs.

Todo o conjunto visual do Peugeot 308 2015 e do Peugeot 408 2015 deverão seguir a mesma linha da última reestilização do sedã de luxo 508, que ainda não estreou no Brasil – e nem deve chegar, devido às baixas vendas. O interior também estava coberto, indicando que também deverá passar por mudanças. Na gama de motores, os blocos 2.0 aspirado de 151 cavalos e 1.6 THP de 165 cv, com câmbio automático de seis marchas, continuarão sem novidades.

A apresentação da nova linha dos médios da Peugeot deverão acontecer durante o Salão do Automóvel de São Paulo, que ocorre entre 30 de outubro e 9 de novembro. Esta será a segunda reestilização da atual geração do Peugeot 308 – a primeira versão do modelo não chegou a ser vendida no Brasil.

Nova geração atrasada

A mudança de planos da Peugeot tem a ver com a chegada dos chineses e o governo francês, que viraram sócios do grupo PSA. A meta agora é aumentar a rentabilidade da empresa, que tem passado por sucessivos prejuízos. Com isso, a nova geração do 308, que usa a plataforma EMP2, ficará para depois e não mais 2015.

Tanto o 308 quanto o 408 têm vendas modestas no Brasil. O hatch 308 é o 4º mais vendido do seu segmento, porém, emplacou apenas 3,4 mil unidades até julho - o 3º colocado, o Cruze, vendeu mais de 10 mil carros no mesmo período. Já o 408 faz pior: é apenas o 10º sedã médio mais vendido do País, com modestas 2,5 mil unidades emplacadas - o líder Corolla vendeu mais de 31 mil carros desde janeiro.