Entenda para onde vão os R$ 72 bi investidos pelas montadoras em 2024

Novos produtos, tecnologias, fábricas e empregos; sete fábricas já prometeram aportes bilionários
Presidente da VW do Brasil, Ciro Possobom, durante anúncio dos novos investimentos da fabricante no país

Presidente da VW do Brasil, Ciro Possobom, durante anúncio dos novos investimentos da fabricante no país | Imagem: Divulgação

Estamos no começo de abril e até agora sete montadoras já anunciaram investimentos bilionários no Brasil. O total já chegou aos R$ 72 bilhões em ciclos que vão durar até 2032, pelo menos. Para se ter uma ideia, no ano passado todo foram R$ 15,3 bilhões anunciados. Mas para onde vai esse dinheiro? Cada marca tem seu plano.

Em comum, todas prometem novos produtos. São carros que vão ser lançados ainda sobre plataformas novas ou existentes. Tecnologias como motorização híbrida e pesquisas com hidrogênio também estão na pauta dos investimentos feitos no país. O dinheiro também vai para a estrutura de fábricas ou construções de novas, o que envolve treinamento e contratação de funcionários.

> Fique por dentro de tudo através do nosso canal do WhatsApp

O aporte mais recente anunciado foi o da Mitsubishi, com R$ 4 bilhões para serem usados até 2032 na fábrica de Catalão (GO). A marca fala em novos produtos e tecnologia híbrida. De certo mesmo está a fabricação nacional da nova geração da L200 e a chegada do Outlander híbrido plug-in.

Antes dela, a Toyota havia prometido R$ 11 bilhões até 2030. Grande parte do valor será usado para ampliar a fábrica de Sorocaba (SP) e estruturar os próximos lançamentos da marca. De lá vão sair o Yaris Cross, SUV compacto que terá versão híbrida flex, e o novo Corolla Cross, que será apresentado reestilizado nos próximos dias.

Toyota Corolla Cross 2025
Toyota Corolla Cross reestilizado chegará nos próximos dias: fruto de investimento
Imagem: Reprodução/You Tube

A Volkswagen também anunciou o volume de R$ 9 bilhões para fazer 16 lançamentos no Brasil até 2028, sendo quatro modelos inéditos. Um deles é um SUV compacto que vai encarar Fiat Pulse e Renault Kardian e outro será uma picape intermediária na categoria de Fiat Toro e Chevrolet Montana.

Outra marca que anunciou a entrada de dinheiro no Brasil é a Chevrolet, com R$ 7 bilhões. Com esse dinheiro a marca quer modernizar suas cinco fábricas e lançar novos carros. Começou com a Spin e agora apresentou a S10 reestilzada. Ainda vai lançar modelos elétricos, como a Blazer EV e desenvolver motorização híbrida flex para carros nacionais.

A BYD, que já havia investido R$ 3 bilhões, aumentou o aporte para R$ 5,5 bi. A marca está construindo uma fábrica em Camaçari (BA) onde vai produzir Dolphin Mini, Dolphin e Yuan Plus e o SUV híbrido Song Plus —este último já com motorização flex.

E R$ 5,5 bilhões também é o valor investido pela Hyundai no Brasil. O montante será destinado ao desenvolvimento de novas tecnologias, em especial para a criação de híbridos, elétricos e até de modelos por célula de combustível a hidrogênio. Entre os produtos, deve gastar na reestilização do Creta e o desenvolvimento de um motor 1.6 turbo para aposentar o 2.0 aspirado do SUV.

Mas o maior valor mesmo foi o anunciado pela Stellantis, dona das marcas Fiat, Jeep, Ram, Peugeot e Citroën no Brasil. Serão R$ 30 bilhões entre 2025 e 2030 para lançar 40 novos produtos com novas plataformas híbridas as serem feitas nas fábricas de Betim (MG), Goiana (PE) e Porto Real (RJ).

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

Fernando Pedroso

Apaixonado por carros desde criança, se formou em jornalismo para trabalhar com automóveis. Realiza esse sonho desde 2006, e participando no AUTOO a partir de 2023

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções