Facelift da Chevrolet S10 pode alinhar a picape com os modelos norte-americanos da marca

Picape média e o Trailblazer contarão com atualização visual no curto prazo
Projeção de Kleber Silva sobre o facelift para a Chevrolet S10

Projeção de Kleber Silva sobre o facelift para a Chevrolet S10 | Imagem: Kleber Silva

Como vários flagras no exterior deixam transparecer, a GM trabalha em uma atualização visual que dê mais fôlego para a Chevrolet S10, bem como o SUV grande derivado Trailblazer, permanecerem aquecidos nos seus respectivos segmentos até a chegada da nova geração, prevista para a metade da próxima década.

As novidades para a S10 e o Traiblazer fabricados no Brasil deverão permanecer nas partes dianteira e traseira da dupla. Segundo nos antecipa Kleber Silva em suas projeções, a tendência é que os modelos feitos aqui ganhem uma linguagem visual sintonizada com aquela que a Chevrolet adota para suas picapes nos EUA. Com isso, podemos esperar por uma grade frontal bastante alongada, cobrindo quase toda a dianteira da picape e do SUV, com os faróis quase bipartidos. Na traseira, por sua vez, a tampa da caçamba na picape se tornará mais robusta e arrojada, contemplando um jogo de luz e sombra mais interessante para a peça.

É sempre bom lembrar que a GM já tem em seu cronograma para o mercado brasileiro a estreia de 30 novidades até o fim de 2022, sendo desse total 20 novos produtos e 10 versões ou séries especiais. Certamente a atualização da S10 e do Trailblazer estará contemplada na estratégia. Talvez uma boa aposta para a estreia da atualização da picape e do SUV possa ser 2020 ou, no mais tardar, 2021.

Nos EUA, por sua vez, a nova geração da Colorado, que servirá de base para a posterior renovação profunda da S10, está sendo cotada para estrear em 2023 como modelo 2024, mas alguns rumores que a data para o lançamento pode ser revista. A Colorado completamente renovada poderá adotar dois caminhos, ou receber uma nova arquitetura, chamada 32XX, mais moderna e que permitirá colocar na picape mais eletrônica embarcada e assistentes de condução avançados, ou adotar uma variante revista da plataforma atual, que seria designada como 31XX-2, para segurar os custos do projeto.

De qualquer forma, é esperado que a futura nova geração da S10 brasileira também deverá seguir as evoluções em paralelo com a prima norte-americana. Assim como no Brasil, o segmento de picapes médias tornou-se bastante competitivo com a chegada de novos rivais por lá, como é o caso da Ford Ranger e da Jeep Gladiator. Com isso, nosso país também será beneficiado com o surgimento de projetos mais sofisticados no segmento. Apesar do público norte-americano preferir modelos de maior porte, as picapes como a Ranger estão ganhando cada vez mais atenção.

Ford e Volkswagen já trabalham nas respectivas sucessoras para a Ranger e Amarok, produto que terá o desenvolvimento capitaneado pela marca norte-americana por ter mais expertise com esse tipo de veículo. Essa nova picape será lançada em 2022. 

Voltando para o Brasil, o facelift da S10 e do Trailblazer nacionais previsto para o começo da próxima década não deverá contemplar mudanças técnicas significativas. Atualmente a picape é oferecida com as opções de motores 2.8 turbodiesel e 2.5 flex, que podem trabalhar com as transmissões manual ou automática, ambas de 6 marchas, dependendo da versão. O Trailblazer, por sua vez, tem as opções 2.8 turbodiesel e 3.6 V6 a gasolina. 

 

Projeção de Kleber Silva sobre o facelift para a Chevrolet S10
Projeção de Kleber Silva sobre o facelift para a Chevrolet S10
Imagem: Kleber Silva

Assine a newsletter semanal do AUTOO!