Ferrari mais cara do mundo é arrematada por R$ 228 milhões

Modelo 330 LM/250 GTO de 1962 foi leiloado em Nova York (EUA) e bate novo recorde de preço
Ferrari 330 LM/250 GTO

Ferrari 330 LM/250 GTO | Imagem: Divulgação

No mais recente evento de leilão da RM Sothebys, realizado em Nova York (EUA), o exclusivo Ferrari 330 LM/250 GTO by Scaglietti de 1962 alcançou o valor de US$ 47 milhões (R$ 228.7 milhões na conversão direta). O veículo de corrida, havia sido leiloado pela última vez em 1985, pela mesma empresa, por um preço significativamente menor de US$ 500 mil na época, equivalente a R$1.4 milhão atualmente.

VEJA TAMBÉM:

Considerando as taxas, o preço final da raridade atingiu a marca de $51.7 milhões (R$ 251.5 milhões), tornando-o o carro clássico mais caro vendido publicamente este ano. O segundo lugar no ranking é ocupado pelo Ferrari 412 Berlinetta de 1967, vendido por $30.2 milhões (R$ 146.9 milhões), em 17 de agosto.

Ferrari 330 LM/250 GTO
Ferrari 330 LM/250 GTO vem com motor V12 4.0 e participou de provas internacionais e renome
Imagem: Divulgação

Este Ferrari 330 LM/250 GTO de 1962 também conquistou o título de Ferrari mais caro já vendido em leilão, embora tenha ficado aquém das expectativas da casa de leilões, que estimava o veículo em um valor não divulgado de US$ 60 milhões.

Siga o AUTOO nas redes: Instagram | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

O leilão contou com a participação de dois licitantes, que disputaram o carro até atingir os $47 milhões, em um evento presidido por Oliver Barker, presidente da divisão europeia da casa de leilões. O comprador permanece anônimo, tornando-se assim um dos 36 proprietários exclusivos do Ferrari 250 GTO produzidos entre 1962 e 1964, incluindo nomes como o estilista Ralph Lauren e o baterista do Pink Floyd, Nick Mason.

Ferrari 330 LM/250 GTO
Ferrari 330 LM/250 GTO foi o único modelo do gênero  a contar com apoio da divisão de competição da marca italiana
Imagem: Divulgação

O veículo, identificado pelo número de chassi 3765, teve uma história notável, originalmente sendo um 330 LM antes de ser convertido em um 250 GTO em 1962, o único já corrido pela Scuderia Ferrari. Possuindo um motor V12 de 4.0 litros, foi o único GTO Tipo de fábrica a ter sido conduzido pela divisão de corrida da Ferrari.

Apesar do valor alcançado de US$ 47 milhões, o veículo ainda está distante do título de carro clássico mais caro já vendido em leilão, atualmente detido pelo Mercedes-Benz 300 SLR Uhlenhaut Coupe, adquirido por US$135 milhões (R$ 657 milhões).

Ferrari 330 LM/250 GTO
Ferrari 330 LM/250 GTO tem bancos de competição do tipo concha e o máximo de redução de peso possível
Imagem: Divulgação

Recomendados por AUTOO

Youtube
Fiat Strada: qual o segredo de sucesso da picape?

Fiat Strada: qual o segredo de sucesso da picape?

5 pontos que explicam por que o veículo vende tanto até hoje
Aviação
Embraer revela seu primeiro táxi-voador!

Embraer revela seu primeiro táxi-voador!

Veículo elétrico ainda não leva pessoas e será testado em voo ainda em 2024
MOTOO
Royal Enfield Guerrilla 450: todos os detalhes e 50 fotos

Royal Enfield Guerrilla 450: todos os detalhes e 50 fotos

Conheça preço, ficha técnica, desempenho, motor cores e versões da moto confirmada para o Brasil