Fiat Chrysler alonga investimentos no Brasil e mantém 12 lançamentos até 2025

Entre as novidades figuram o primeiro SUV local da marca Fiat e o inédito Jeep 7 lugares nacional
Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV compacto da Fiat tomando como base elementos da nova Strada

Projeção de Kleber Silva para o futuro SUV compacto da Fiat tomando como base elementos da nova Strada | Imagem: Kleber Silva

Boa notícia envolvendo as operações nacionais da Fiat Chrysler, futura Stellantis. O conglomerado revelou que está confiante com uma recuperação acelerada tanto do mercado nacional quanto para a empresa como um todo. Os reflexos da pandemia, entretanto, farão a companhia alongar seu programa de investimentos da ordem de R$ 16 bilhões no país, que agora será diluído até 2025.

Segundo cobertura do Automotive Business para o Annual Supplier Conference & Awards, premiação da FCA para os seus melhores fornecedores, o CEO da fabricante para América Latina, Antonio Filosa, confirmou que dentro do atual ciclo de investimentos serão realizados 12 lançamentos contemplando as marcas que integram a Fiat Chrysler. De acordo com o executivo, serão três SUVs, duas picapes, quatro re-estilizações e três renovações completas de modelos. 

A lista contempla a segunda geração da Fiat Strada e novidades como a aguardada introdução da RAM 1500 no Brasil, picape que vai atuar em um segmento ainda inexplorado em nosso país, entre as picapes médias convencionais (Toyota Hilux, Chevrolet S10, entre outras) e modelos full-size como a própria RAM 2500 e a futura Chevrolet Silverado

Categoria muito relevante hoje em dia, entre os SUVs estão previstos o primeiro utilitário esportivo compacto da marca Fiat produzido no Brasil, com estreia programada para 2021, e, também no ano que vem, a apresentação do SUV 7 lugares da marca Jeep produzido em Goiana (PE) ao lado de Compass e Renegade. Além deles, a Fiat também tem nos planos um segundo SUV nacional.  

Importante lembrar que a Fiat Chrysler também vai introduzir no Brasil sua nova família de motores turbo com injeção direta. Ela será composta pelo 1.0 com potência na casa de 125 cv e 20 kgfm de torque e o 1.3 com cerca de 185 cv e a força máxima superando os 25 kgfm. A Fiat Chrysler também vai apostar na inclusão de seu portfólio de uma caixa automática CVT para aprimorar a eficiência de seus carros. Muito provavelmente ela será aplicada em conjunto com os motores sobrealimentados e vai complementar a oferta do câmbio automático de 6 marchas convencional hoje aplicado em boa parte da gama. 

Ainda segundo o principal executivo da FCA na região, está confirmada a importação de modelos eletrificados ao país, como o 100% elétrico Fiat 500 em sua nova geração e o híbrido plug-in Renegade 4xe. Por fim, a FCA também vai investir na adoção de tecnologias mais avançadas de assistentes de condução e seguir investindo na atualização de sistemas multimídia.

Fiat Strada 2021
Lista das 12 novidades da Fiat Chrysler até 2025 começou com a nova geração da Strada
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!