Ford Maverick atrai donos de Fusion, Focus e Fiesta nos EUA

Cotada para o Brasil, picape está cumprindo com a estratégia pensada pela marca
Ford Maverick 2022

Ford Maverick 2022 | Imagem: Divulgação

É fato que a estratégia anunciada pela Ford há alguns anos de migrar seu portfólio integralmente para SUVs e picapes foi questionada por uma boa parte do público, inclusive concessionários que não queria deixam de contar com um sedã em seus showrooms.

A decisão da Ford, contudo, poderia ser facilmente explicada pela preferência cada vez maior dos consumidores por utilitários, com as vendas de hatches e sedãs desabando por conta disso em diversos mercados.

Indo além, do ponto de vista administrativo, a Ford apresentou um argumento sensível aos investidores. Como SUVs e picapes atuam em faixas de preço superiores, eles são produtos mais rentáveis para a companhia, ajudando a reforçar o caixa da empresa para novos investimentos.

Para não deixar seus consumidores de hatches e sedãs a ver navios, já circulava nos bastidores a informação de que a Ford preparava sua inédita picape compacta-média Maverick com a premissa de oferecer preço competitivo.

E assim a marca o fez, apresentando a Maverick nos EUA com valor de entrada abaixo dos US$ 20 mil, valor que a posiciona, em algumas versões, como um veículo até mais barato do que um Honda Civic. 

Proposta acertada

Em entrevista ao Ford Authority, o gerente de marketing para a Ford Maverick, Trevor Scott, revelou que a proposta da picape mostrou-se acertada e está surtindo o efeito desejado. 

O que estamos ouvindo de concessionários é que muitos donos de Fusion, Focus e até mesmo Fiesta estão olhando para a Maverick como uma alternativa viável para a troca dos seus carros atuais. Isso era estratégico em nosso plano, uma vez que esperamos com a Maverick não só conquistar novos consumidores para a Ford, mas também preservar nossa base de atual de clientes que possuem sedãs da marca”, analisa Scott.

"Ainda é cedo para dizer se os atuais clientes da Maverick já vêm de nossa base ou são conquistas, mas estamos animados pelo incremento de consumidores que estamos vendo”, completa o executivo. 

Ponto que favorece a Maverick, além do preço de compra acessível, vai para a presença da configuração híbrida como sua versão de entrada. 

Capaz de entregar consumo médio de 17 km/l na cidade, a picape mostra-se capaz de cativar consumidores racionais, que prezam por um baixo custo de propriedade envolvendo seu veículo.

A Maverick híbrida usa como base o motor 2.5 a gasolina para entregar 193 cv de potência combinada e 21,4 kgfm de torque, trabalhando com uma transmissão CVT. Os dados técnicos sinalizam bom nível de desempenho, enquanto a tração, por sua vez, ocorre apenas nas rodas dianteiras.  

Nova experiência

Outro diferencial da Maverick frente a sedãs da concorrência reside na própria carroceria da novidade. 

Segundo especialistas, existe um nicho de clientes de modelos três volumes que gostariam de experienciar o dia a dia a bordo de uma picape, porém não o fizeram até então pela falta de um veículo tão econômico ou de tamanho equivalente aos seus carros atuais, o que abre um espaço enorme de atuação para a Maverick. 

A flexibilidade e o espaço muito superior para cargas ou bagagens que uma picape é capaz de entregar também figuram como atributos da Maverick em relação a hatches ou sedãs.

Outro ponto é a estrutura monobloco da Maverick, a qual preserva a suavidade e o conforto ao rodar de um carro de passeio, diferentemente do que ocorre em uma picape como a Ford Ranger, por exemplo, com sua base de carroceria sobre chassi. 

Cotada para o Brasil

Produzida no México ao lado do Bronco Sport, a previsão é que a Ford Maverick chegue ao mercado brasileiro ao longo de 2022. 

A novidade, caso a importação se confirme, será o modelo de entrada da Ford por aqui e poderá trazer atributos interessantes para se diferenciar da Fiat Toro e da Renault Duster Oroch, em especial por conta do conjunto mecânico eletrificado. 

Ford Maverick 2022
Acima detalhe da Ford Maverick 2022 em sua configuração híbrida: versão de maior apelo no portfólio da picape
Imagem: Divulgação