GM diz que transição para carros elétricos pode levar décadas nos EUA

Mary Barra, CEO da General Motors, afirmou que norte-americanos adotarão eletrificação, mas pode levar mais de 20 anos
Chevrolet Bolt 2021

Chevrolet Bolt 2021 | Imagem: Divulgação

A corrida pelos carros elétricos nos EUA está acirrada. Liderado atualmente pela Tesla, o segmento ainda vê pesados investimentos da Ford e da General Motors no sentido de eletrificar a sua gama de produtos no mercado norte-americano. No entanto, mesmo com investimentos fortes nessa área, a GM prevê que as pessoas não vão simplesmente mudar para um veículo elétrico de uma hora para outra. Hoje em dia o conglomerado já oferece no Brasil o Chevrolet Bolt, modelo com propulsão 100% elétrica. 

Em entrevista para a Bloomberg, Mary Barra, CEO da General Motors, afirmou que “acreditamos que a mudança vai ocorrer com o tempo”. Quando perguntada se todos os carros seriam movidos por baterias dentro de 20 anos, a executiva disse que “isso vai ocorrer em um período um pouco superior a 20 anos, mas vai acontecer”.

Chevrolet Bolt 2020
Chevrolet Bolt: modelo 100% elétrico já comercializado no Brasil
Imagem: Divulgação

Mesmo com a previsão de que os norte-americanos não passem a comprar carros elétricos de uma hora para outra, a General Motors segue empreendendo investimentos pesados nos modelos movidos por baterias e eletrificação. Além de prometer o retorno da Hummer como uma picape 100% elétrica, as marcas da empresa possuem mais de 20 novidades programadas que utilizarão sistemas de propulsão híbridos que podem ser carregados por tomadas e possibilitam o uso de apenas eletricidade para mover o carro em trajetos mais curtos.

Além dos veículos elétricos, a GM também está de olho nos EUA no mercado de condução autônoma. A empresa já investiu no Cruise, companhia que desenvolve sistemas para automação de direção, onde tem participação majoritária. De acordo com Barra, o investimento em autônomos “renderá frutos em breve”.

Acima a nova plataforma para modelos elétricos da GM e o inédito sistema de bateria Ultium: autonomia estimada superior a 660 quilômetros
Acima a nova plataforma para modelos elétricos da GM com destaque para a bateria Ultium ao centro: autonomia estimada superior a 660 quilômetros
Imagem: Divulgação