Investida da Fiat: o que já se sabe sobre os futuros SUVs da marca

Italiana contará com ao menos dois utilitários esportivos na linha
Projeção de Kleber Silva sobre o que podemos esperar para o inédito SUV compacto da Fiat

Projeção de Kleber Silva sobre o que podemos esperar para o inédito SUV compacto da Fiat | Imagem: Kleber Silva

Hoje uma das marcas que integra a FCA, muito se discutia nos bastidores se haveria espaço para que a Fiat contasse com utilitários esportivos em sua linha de modelos, em especial considerando que o conglomerado ítalo-americano tem como uma de suas empresas a Jeep, empresa tradicionalmente mais vinculada a esse tipo de carroceria.

Mas na medida em que os meses avançam, aos poucos os executivos da FCA vão dando algumas pistas, mais informações são apuradas no mercado e vamos encaixando as peças de um grande quebra-cabeças.

Para não deixar sua rede de concessionárias fora do segmento que mais cresce em procura não só no Brasil como ao redor do mundo, a Fiat ganhará ao menos dois SUVs inéditos no curto prazo. Com isso, a marca se tornará mais competitiva mirando em nichos onde a Jeep não almeja atuar com sua gama nacional (Renegade e Compass).

Tomando como base a família de compactos Argo e Cronos, a Fiat prepara um SUV/crossover que pode até se aproximar do Jeep Renegade, Nissan Kicks, entre outros, em tamanho, mas terá uma orientação notadamente urbana, deixando a cargo do SUV compacto da Jeep a missão de lidar com um público que deseja um modelo mais parrudo, até mesmo com a oferta de tração integral em sua motorização diesel.

Ainda será necessário ter um pouco de paciência para conhecermos esse futuro SUV compacto inédito da Fiat, uma vez que a estreia deverá ocorrer por volta de 2021, mas o designer Kleber Silva já preparou algumas projeções em que é possível ter uma ideia do que podemos esperar. Mesclando elementos da atual linha de compactos da Fiat, a novidade deverá apostar nos faróis alongados presentes na dupla Argo e Cronos, bem como uma grade dianteira que remete à dupla. A altura em relação ao solo deverá gravitar nos 20 cm, como ocorre hoje com a maioria dos SUVs compactos. Com tamanho na casa de 4,20 m (ou um pouco menos), o inédito SUV de entrada da Fiat deverá oferecer uma cabine adequada para 5 passageiros e porta-malas entre 350 e 400 litros.

O melhor mesmo da novidade deverá residir sob o capô. Para segurar o preço, as versões de entrada podem contar com o competente motor 1.3 Firefly aspirado, como ocorre hoje no Argo e no Cronos, trabalhando com o câmbio manual de 5 marchas. As opções mais caras, contudo, podem receber o futuro 1.0 Firefly Turbo, que trará refinamentos como a geração mais avançada do sistema Multiair de variação do tempo e curso de válvulas, além de injeção direta. O motor sobrealimentado deverá ter apenas opção automática. Vale a pena destacar que a produção dos motores Firefly turbo começa apenas no fim de 2020, portanto a aposta para que o SUV compacto da Fiat chegue ao mercado somente em 2021 é uma avaliação coerente.

Um ano depois do SUV compacto, a Fiat deverá apostar na tradição do design italiano para se destacar em um segmento acima. Apesar da Fiat sempre tratar o conceito Fastback, revelado no Salão de São Paulo 2018, como um “guia” para o design futuro de seus automóveis, crescem cada vez mais as informações de bastidores dando conta de que o Fastback antecipa sim um futuro SUV médio da montadora italiana.

Pelo que notamos no protótipo, um modelo como o Fastback faz todo o sentido se levarmos em consideração a gama Fiat Chrysler como um todo. Enquanto o Jeep Compass tem um apelo mais aventureiro e off-road, caberia ao SUV médio da Fiat focar no design “SUV-cupê” para agradar um público que preza muito mais por estilo e sofisticação do que sujar os pneus com lama. Ao oferecer mais espaço interno e capacidade de carga no porta-malas, mesma lógica que baliza o posicionamento de Renegade e Compass na linha Jeep, os dois SUVs da Fiat conseguiriam ao mesmo tempo se distanciar dos primos nacionais fabricados em Goiana (PE), bem como oferecer uma proposta mais descolada em relação aos SUVs da Jeep.

Vale a pena lembrar que a Volkswagen deverá inaugurar o segmento de SUVs-cupê nacionais com o inédito modelo até agora conhecido pelo projeto New Urban Coupé. Por atuar em um segmento de médio porte, o futuro SUV médio da Fiat derivado do Fastback pode sair com o motor 1.3 Firefly Turbo sob o capô. Ele terá os mesmos periféricos do 1.0 Firefly Turbo (injeção direta + Multiair), sendo que, pelo que já notamos na Europa, ele deverá adotar opções de calibração na casa dos 150 cv ou 180 cv, dependendo da versão.

Uma pena que elas ainda demoram, mas os futuros SUVs compactos da Fiat deverão mexer bem com a categoria. Vamos esperar para ver!  

Acima o conceito Fiat Fastback: inspiração para um dos SUVs que a marca vai lançar no Brasil
Acima o conceito Fiat Fastback: inspiração para um dos SUVs que a marca vai lançar no Brasil
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!
Tags