Para ajudar a divulgar seu trabalho a entusiastas da marca e fãs de modelos clássicos, a Jaguar Land Rover Classic, divisão responsável por fornecer peças e serviços de restauração para os veículos das duas marcas britânicas, resolveu investir em um projeto bem interessante. O departamento resolveu produzir nove unidades de forma artesanal do Jaguar XKSS seguindo fielmente as especificações do modelo de 1957.

O XKSS é a versão de rua do Type D, bólido que fez a marca conquistar três vitórias consecutivas em Le Mans nos anos de 1955, 1956 e 1957. Devido ao sucesso, o fundador da Jaguar, Sir Williams Lyons, decidiu transformar as 25 unidades do Type D em um carro de rua, dando origem ao XKSS, que é considerado o primeiro superesportivo do mundo. O modelo conta com motor 3.4 de 6 cilindros em linha com 250 cv de potência. Com câmbio manual de 4 marchas, o XKSS tem números de desempenho muito bons precisando de 5,5 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h e alcança 230 km/h de velocidade máxima.

As primeiras unidades do “novo” XKSS serão entregues a partir de 2017 ao preço de mais de um milhão de libras cada ou pouco mais de R$ 5,2 milhões. 

Um fato marcante na trajetória do XKSS diz respeito às primeiras 16 unidades do modelo, que deveriam ser exportadas para os EUA. Um incêndio na fábrica de Browns Lane, contudo, destruiu 9 unidades que já estavam prontas. E são justamente esses 9 carros que a Jaguar dedicou-se a colocar no mercado 59 anos depois. 

 
 
Jaguar XKSS
 
Jaguar XKSS
Jaguar XKSS
Jaguar XKSS
 
Jaguar XKSS
Jaguar XKSS
 
 

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/